PM estima que mais de 2 mil pessoas foram às ruas de Mossoró na manhã de hoje protestar contra a insegurança no município

1Mossoroenses vestiram branco para protestar contra a violência (Foto: Marcelino Neto)

A Polícia Militar (PM) estima que mais de 2 mil pessoas, a grande maioria formada por famílias vestidas de branco, foram às ruas de Mossoró na manhã deste sábado, 22, para protestar contra a insegurança no município, o segundo maior do Rio Grande do Norte. Denominado “Chegaaa! Paz Mossoró”, o manifesto foi considerado totalmente pacífico.

O movimento nasceu nas redes sociais para reivindicar melhorias na prestação dos serviços públicos, principalmente a segurança. Dados do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) revelam que mais de 90 pessoas foram assassinadas este ano na cidade.1              Mossoroenses sairam às ruas pedindo o fim da violência (Foto: Arimateia Silva /Correio da Tarde)

A concentração começou por volta das 8h, no Memorial da Resistência. De lá, a multidão seguiu para a Praça Rodolfo Fernandes, a Praça do Pax, como é mais conhecida. Por volta das 10h, os manifestantes fizeram um minuto de silêncio para lembrar as vitimas da violência e depois cantaram o hino nacional. Bolas brancas foram distribuídas

O coronel Alvibá Gomes, comandante da PM na região, concorda que o efetivo precisa de reforços e considera o tráfico de drogas como principal motivação para a maioria dos casos de homicídio.

O caso mais recente envolvendo o sequestro de um membro da família Porcino foi lembrado durante o ato, mas a organização do movimento enfatiza que o alto índice de homicídios e assaltos registrados pela Polícia Militar no município são a motivação maior do protesto, que já se prepara para realizar outros atos semelhantes para exigir melhoria na prestação dos serviços públicos oferecidos à sociedade.

Reivindicações

2           Alto índice de homicídios e assaltos registrados no município são a motivação maior do protesto (Foto: Arimateia Silva /Correio da Tarde)

Consta na pauta de reivindicações o aumento do contingente policial por meio da convocação dos concursados, aumento do número de viaturas para as rondas na cidade, monitoramento nas entradas e saídas da cidade e em áreas de risco, policiamento ostensivo nas escolas municipais e estaduais e ainda uma ação mais efetiva da polícia no combate ao tráfico de drogas. (Com informações do G1 RN).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *