Voluntários do Projeto Arserfe da comunidade de Redonda foram a Mossoró conhecer iniciativa do padre Guido Tonelotto em prol de crianças carentes

4 0KVoluntários de Redonda foram conhecer o Projeto Esperança, em Mossoró

Um grupo de voluntários do Projeto Arserfe (A Arte de Ser Feliz), da comunidade de Redonda, visitou ontem, 27, o Lar da Criança Pobre, no Projeto Esperança, fundado por padre Guido Tonelotto, que também atende a crianças e adolescentes de comunidades carentes, em Mossoró. Para os participantes a visita foi uma experiência única e serviu de aprendizado para os que lidam com atividades voltadas para o social, na vila-praia do litoral areia-branquense.

O grupo composto por 11 voluntários passou toda a manhã de ontem conhecendo as instalações do projeto e mantendo contato com as crianças assistidas pelo projeto, além de realizar brincadeiras e distribuir lancheiras e lembrancinhas.1 OK        Unidos num único objetivo: mudar o semblente desses rostinhos

Segundo uma das integrantes do grupo, o elo para que o pessoal da Arserfe chegasse a Mossoró, foi uma amiga que mora naquela cidade, Jéssica Bezerra, que já tem acesso ao Projeto Esperança e falou às voluntárias de Redonda da importância de conhecerem o trabalho desenvolvido na vizinha cidade.

Para as voluntárias, que costumam falar no coletivo, aos poucos estão conseguindo o maior objetivo delas nessa longa jornada, que é mostrar para a sociedade e aos segmentos em geral, que o Arserfe tem uma proposta séria de trabalho na área social, pois trata-se de pessoas que se doam no sentido de fazer a diferença, mostrando que é possível mudar a realidade de muitas crianças com dedicação, amor e carinho.8 08         Aos poucos as crianças foram interagindo com os animadores 

De acordo com depoimentos de voluntários de Redonda, a visita de ontem a Mossoró emocionou a todos, pela maneira carinhosa como foram recebidos pelos coordenadores do projeto. “Em especial as crianças, ficamos maravilhados com a receptividade de todos e aqueles sorrisos estampados naqueles rostinhos de felicidade com a nossa visita, sinceramente, não temos palavras para descrever a profundidade e importância daqueles gestos para nós. Vamos guardar para sempre aqueles sorrisos”, relatou emocionada uma voluntária que participou da visita.

Em Redonda, as ações desenvolvidas pelo Projeto Arserfe estão cada vez mais presentes no cotidiano da comunidade. Prova disso, é que o número de voluntários está aumentando. Além de crianças e adolescentes, o projeto também tem um trabalho focado na terceira idade. Como não possui fonte de renda, nem tem fins lucrativos, o Arserfe precisa da contribuição de todos para que possa alcançar os objetivos a que se propõe.2        Lancheiras e lembrancinhas para completar a felicidade dessas crianças

3       Coração no rosto: símbolo do amor

5       Voluntários de Redonda e seus aparartos de fazer sorrir e sonhar

7      Lar da Criança Pobre viveu um dia diferente, ontem

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *