Vítimas do acidente envolvendo motocicletas estavam sem capacetes; condutor de uma das motos foi internado em estado grave

314133 JOÃO CLIMÁCIOJoão Climácio com a mãe, o filho, João Filho, e o irmão Júnior (Foto: Arquivo da família)

Uma guarnição da Polícia Rodoviária Federal (PRF) já se encontrava no local do grave acidente com vítima falta ocorrido na noite de ontem, 16, próximo ao “Casco do Cavalo” , nas imediações do acesso à praia de Upanema, em Areia Branca.

Com o apoio da polícia local, a PRF realizava os procedimentos de praxe, enquanto aguardava a chegada dos Peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), que segundo informações estavam em diligência em outra cidade da região.

Segundo informações colhidas pelo Blog, duas motos que trafegavam em sentido contrário se chocaram violentamente no citado local, tendo como consequência do choque a morte do comerciante João Climácio Lemos, 52 anos, residente na rua Francisco Ferreira Souto, centro, Areia Branca.

A vitima trafegava em uma moto Biz, cor vinho, e vinha provavelmente da comunidade do Arraial, onde acontecia um forró. Com o choque, João Climácio morreu na hora e o condutor da outra moto, de nome Francisco Isaías Ameliano de Souza, 44 anos, sofreu vários ferimentos, sendo conduzido para o Hospital Sara Kubitschek e de lá transferido para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), em Mossoró, em estado grave.

Até o fechamento da matéria nenhum parente de Francisco Isaías havia aparecido ou mantido contato com a polícia ou com o pessoal do hospital. Na carteira de documentos encontrada com ele, haviam dois supostos endereços onde residiria: um seria o assentamento Reforma, neste município, e o outro no bairro Abolição, em Mossoró.196032 JOÃO CLIMÁCIO JAILTON               O corpo de João Climácio sob o lençol e ao lado, a moto destrolaçada com o impacto do choque (Foto: Reprodução do Portal Costa Branca)

Com relação à vítima fatal, o corpo permaneceu no local do acidente, coberto por um lençol. Ao seu lado, a moto totalmente destroçada. A informação é que ambos estariam sem capacetes na hora do choque.

O vereador José Nazareno de Lemos (DEM), irmão do comerciante, esteve no local e fez o reconhecimento da vítima.

Perigo

O trecho da BR-110 que liga Areia Branca a Mossoró, onde morreu o comerciante João Climácio na noite desse domingo, é tido como perigoso pelos motoristas. Vários acidentes com vítimas fatais já foram registrados ali. VÍTIMA ACIDENTE_OKJ                      Populares registram com celular morte de marítimo no ano passado, quase no mesmo local e horário do ocorrido ontem

Em fevereiro do ano passado, quase no mesmo local e horário do ocorrido, um veículo não identificado colheu violentamente a bicicleta conduzida pelo marítimo conhecido como “Manezinho”, que pedalava às margens da BR-110, próximo ao “Casco do Cavalo”. A violência do acidente deixou o corpo do marítimo estirado no asfalto, com fraturas expostas.

João Climácio foi a quarta vítima de acidentes nas mesmas proporções, acontecidos naquele trecho em pouco mais de um ano.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *