Videomonitoramento é boa alternativa para o cidadão se sentir mais seguro e importante aliado da polícia no combate ao crime

ASSALTO 1

Flagrante do ato criminoso feito pelo sistema de videomonitoramento do Posto Costa Branca 

Diante da inércia do Governo do Estado com a questão da segurança pública, uma alternativa para o cidadão se sentir mais seguro é investir em videomonitoramento, quer seja da sua residência ou estabelecimento comercial. Está provado que a instalação de câmeras em pontos comerciais, ruas e avenidas está ajudando no combate ao crime.

A prova mais recente disso, em Areia Branca, foi a elucidação do assalto ao Posto Costa Branca, registrado por volta das 19h40 da última segunda-feira, 21. Os assaltantes (dois) chegaram numa motocicleta de 50 cilindradas, supostamente armados, renderam os funcionários e levaram dinheiro, fugindo em seguido com destino a um dos populosos bairros da cidade.

Com o auxílio de imagens captadas pelas potentes câmeras instaladas no posto de combustível, que registrou toda a movimentação dos bandidos, a Polícia Militar (PM) sob o comando do capitão Jailson Andrelino, chegou aos suspeitos de terem praticado o assalto num curto espaço de tempo.

ASSALTO 2

Imagem foi fundamental para identificação do veículo e dos assaltantes do posto de combustíveis

Quer dizer, nesse aspecto, o sistema de videomonitoramento do posto foi fundamental no auxílio ao trabalho da polícia, que demoraria muito mais tempo, ou poderia até não lograr êxito na operação de busca dos suspeitos do crime, não fossem as imagens cedidas que facilitaram a identificação dos suspeitos.

O mais curioso nesse assalto, além do fato dos meliantes terem utilizado como transporte uma moto “cinquentinha” (que também foi localizada pela polícia), foi eles terem usado uma “arma” feita de cano de PVC para render os funcionários do posto. A grana, produto do assalto, os suspeitos teriam “torrado” comprando roupas de marca.

Vale aqui um registro: no que pese as (muitas) dificuldades, ninguém pode negar: a polícia de Areia Branca está trabalhando. Mesmo com todas as carências (o que não é um privilégio apenas do policiamento local, mas se tornou uma chaga nacional) o reduzido efetivo policial da cidade está realizando um trabalho de resultados.

0

Capitão Jailson Andrelino, comandante da Polícia Militar no município

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *