Vereadores reagem às blitzes da CPTRAN e cobram explicações das autoridades

A Câmara Municipal de Areia Branca foi palco ontem, 14, no horário regimental das 19h, de um ato de repúdio à forma como a Circunscrição da Polícia de Trânsito de Mossoró (CPTRAN) está atuando nesta cidade.02698Clima descontraído antes do início da sessão, ontem, entre os vereadores João de Beguinho, Aldo Dantas e Dijalma Silva

A movimentada sessão foi presidida pelo vereador Aldo Dantas (PMDB) e contou com a participação dos edis João de Beguinho (PSD), Dijalma Silva (PMDB), Nazareno Lemos (DEM) e Alderi Batista (PPS).

Os edis foram unânimes em reconhecer que as blitzes realizadas pela CPTRAN em Areia Branca, constituem uma clara perseguição aos motoqueiros.

A prova é tanta que acumulam denúncias que os policiais envolvidos nas ações apreendem até motos que estão estacionadas nas calçadas das residências de seus proprietários.

O rigor das ações policiais das ultimas horas assustou os proprietários de motos e chamou a atenção dos vereadores.

Ontem, na sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Nazareno Lemos solicitou ao presidente da mesa-diretora, Aldo Dantas, que fosse encaminhado ofício ao comando da CPTRAN, cobrando explicações sobre as ações truculentas que vêm sendo realizadas em Areia Branca.02699Nazareno Lemos (ao lado de Alderi Bstista) cobrou explicações das autoridades competentes em relação às blitzes do CPTRAN 

O edil proponente pediu ainda, ao presidente Aldo Dantas, que ofício idêntico seja enviado ao Ministério Público para averiguar a situação.

O posicionamento da Câmara é no sentido de que as autoridades competentes orientem e disciplinem melhor os policiais envolvidos nas blitzes, que focam unicamente as motos, deixando de fiscalizar também os carros, muitos dos quais irregulares, mas que, no entanto, trafegam livremente.

* Fotos: Jailton Rodrigues / Portal Costa Branca

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *