Vereadores de Areia Branca se mobilizam para cobrar das empresas eólicas a contratação da mão de obra do município

VEREADORES PARTICIPAM HOJE, DA PRIMEIRA SESSÃO FORA DO PLENÁRIO DA CÂMARAVereadores saem em defesa da contratação da mão de obra do município (Foto: Erivan Silva)

Os vereadores com assento na Câmara Municipal de Areia Branca resolveram arregaçar as mangas e vão cobrar às empresas que atuam no setor de energia eólica, no município, a utilização da mão de obra local nos seus serviços. A decisão foi tomada ontem, 10, durante sessão ordinária realizada no plenário da Casa.

O assunto voltou a ser tema de discussão na edilidade por iniciativa do vice-presidente da mesa diretora, vereador Antônio Luiz Neto, “Tonho da Cohab” (DEM). Ele disse que é inadmissível que as empresas responsáveis pela instalação de parques eólicos no litoral do município “importem” trabalhadores em detrimento da mão de obra local.

Para “Tonho da Cohab”, é hora do Legislativo se mobilizar para mudar esse quadro, pois essas empresas aqui chegaram prometendo atuar em parceria com o município, usufruem de incentivos fiscais e até agora ignoraram por completo os trabalhadores locais, principalmente os que moram nas áreas onde os parques que vão produzir energia eólica estão sendo instalados. “Minha sugestão é que formemos uma comissão para irmos às empresas cobrar a contratação dos pais de famílias de Areia Branca que precisam trabalhar para dar sustento aos seus dependentes”, reforçou.

Em aparte, o presidente da Casa, Sandro Góis (PV), disse que conhece bem essa realidade, pois no ano passado trabalhou por seis meses na área de segurança de uma dessas empresas no litoral de Ponta do Mel e realmente a mão de obra local é ignorada. “Como demora muito a empresa responder a um ofício enviado pela Câmara solicitando uma reunião para tratar dessa questão, vamos formar uma comissão e ir até lá, imediatamente”, sugeriu.

Com a concordância dos demais vereadores presentes na sessão, ficou definido que uma comissão representando a Câmara fará uma visita à Cortez Engenharia, principal empresa responsável pela instalação de parques eólicos no litoral, para cobrar da sua direção a contratação da mão de obra local. Essa visita está marcada para esta quarta-feira, 11, devendo contar com a participação de representantes de outros segmentos da cidade.

Preocupação

PARQUE EÓLICO EM SÃO CRISTÓVÃO, NO LITORAL DE AREIA BRANCA, PRONTO PARA FUNCIONAREmpresas responsáveis pelos parques eólicos no município priorizam pessoal de fora (Foto: Carlos Júnior)

Em agosto passado, o presidente do Conselho Comunitário de Ponta do Mel, José Aparecido Nascimento, mostrava sua preocupação com a geração de empregos na zona rural do município, especificamente na área onde estão sendo instalados os parques eólicos, que vão produzir a chamada energia limpa, gerada pelo vento.

Segundo Aparecido, uma das empresas responsáveis pela execução de um desses projetos, no litoral areia-branquense (seria a Cortez) prevê a contratação de pelo menos 300 pessoas, brevemente. “Estou me mobilizando junto aos setores competentes no município para evitar que essas vagas sejam preenchidas por pessoas de outras cidades”, afirmara na oportunidade.

À reportagem, o líder comunitário dissera que o governo municipal e os vereadores deveriam tomar a iniciativa de procurar as empresas que estão instaladas no município e exigir delas que priorizem a mão de obra local. “O município de Areia Branca não vai conseguir avançar, se desenvolver, se nossos trabalhadores não forem priorizados”, concluiu Aparecido.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *