Vereador solicita à Anac estudo de viabilidade técnica e econômica para instalação do novo aeroporto entre Areia Branca e Mossoró

JOÃO PAULO HOJE

João Paulo defende aeroporto para atender a demanda local e das cidades vizinhas (Foto: Erivan Silva)

Partindo do princípio de que Areia Branca precisa de incentivos para aquecer a sua economia e ao mesmo tempo atrair investimentos capazes de promover o seu desenvolvimento, o vereador João Paulo Borja (PC do B) apresentou um importante pleito no plenário da Câmara Municipal, na sessão ordinária de ontem, 3.

Atuando como 1º secretário da mesa diretora em substituição ao titular João Ferreira Tavernard  Souto Neto, “João de Beguinho” (PROS), ausente da sessão por motivos superiores, o vereador João Paulo teve aprovado requerimento de sua autoria, por meio do qual solicita à diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que seja feito um estudo de viabilidade técnica e econômica objetivando a implantação do novo aeroporto de Mossoró na região entre aquela cidade e Areia Branca.

Na justificativa verbal do pleito, o vereador citou que entre Areia Branca e Mossoró existem áreas propícias à implantação de um aeroporto nas proporções do projetado para a vizinha cidade. “Areia Branca é grande produtor de sal marinho, petróleo e agora detentor de um enorme potencial na geração de energia eólica, sem falar na instalação de uma fábrica de torres eólicas em nosso município, o que justifica a necessidade de um aeroporto capaz de atender a demanda local e das cidades vizinhas”, afirmou.

João Paulo disse ainda, que obteve informações que o novo aeroporto de Mossoró estaria projetado para ser construído afastado 7 km da cidade, entre a BR-405 e a RN-15, estradas que ligam Mossoró com Baraúna e Apodi. “E porque não Areia Branca?”, questionou o vereador, reforçando sua luta em defesa do benefício.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *