Vereador pede segurança durante as missas depois que homem invadiu a Igreja Matriz

      Nazareno Lemos relatou o episódio lamentável ocorrido durante a missa (Foto: Erivan Silva)   
A falta de segurança que reflete a violência nos quatro cantos
da cidade, também está inquietando a comunidade católica areia-branquense. O
assunto foi tema de pronunciamento do vereador José Nazareno de Lemos (DEM)
durante a sessão ordinária desta terça-feira, 15, na Câmara Municipal de Areia
Branca.
Por meio de requerimento, Nazareno Lemos solicitou ao setor
competente do município o deslocamento de membros da Guarda Municipal para a
Igreja Matriz, durante as celebrações religiosas.
O vereador justificou seu pedido, relatando que no último final
de semana o pároco da cidade, padre Cézar Teixeira, e as famílias que se
encontravam na missa passaram por um constrangimento. Sem falar o risco de
violência a que ficaram expostos.
“Uma pessoa bastante conhecida aqui na cidade, de nome Pedro
Paulo, que alega ter problemas mentais, adentrou na igreja na hora da missa e
tentou tomar a taça com hóstias que o padre tinha nas mãos. O sacerdote ainda
teve que se esquivar do invasor para não ser agredido. Achando pouco, o homem
ficou totalmente nu e entrou no tanque com água destinada ao batismo. Um absurdo
que fato dessa natureza aconteça dentro de uma igreja”, reagiu Nazareno Lemos.
O vereador disse ainda, que tomou conhecimento que a mesma
pessoa já tentou bagunçar outras vezes eventos e atos realizados pela Paróquia
de Areia Branca. “Considero isso de uma gravidade sem precedentes e requer
providências. Daí, a solicitação para que o Executivo disponibilize membros da
Guarda Municipal para assegurar a tranquilidade das famílias e dos próprios
responsáveis pelas celebrações religiosas na Igreja Matriz”, concluiu Nazareno
Lemos.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *