Vereador João Paulo homenageia evangélica falecida em 2013 emprestando seu nome a uma rua de Ponta do Mel

JOÃO PAULO HOJE

João Paulo homenageia saudosa evangélica com relevantes serviços prestados no município

Por indicação do vereador João Paulo Borja (PC do B) a Câmara Municipal de Areia Branca aprovou à unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira, 6, a denominação de “Rua Irmã Maria de Souza Silva” o trecho urbano que liga a RN-404 (sentido Porto do Mangue) ao Farol de Ponta do Mel, na localidade homônima.

O autor da indicação justificou que a referida rua não tem denominação, o que dificulta os trabalhos das operadoras de serviços como a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresas de telefonias e Correios, entre outros.  

Sobre a escolha do nome da saudosa evangélica Irmã Maria de Souza Silva para nominar o citado trecho, o vereador João Paulo Borja disse que a homenagem se dá em virtude da mesma ter prestado relevantes serviços na comunidade de Ponta do Mel, onde residiu por mais de 16 anos e atuou como pastora esposa do pastor Delço Moreira da Silva, no período de 9 de maio de 1995 a 25 de março de 2001.

A homenageada era natural da cidade de Olho D`água do Borges (RN), nascida em 10 de agosto de 1941. Veio para Areia Branca em 1975 em companhia do marido, Delço Moreia da Silva, que prestava serviço na empresa Norsal. Matriarca de uma prole numerosa (8 filhos, entre eles o blogueiro Erivan Silva e o atual presidente do Conselho Tutelar de Areia Branca, Gunar Vingren), Irmã Maria participou ativamente ao lado do marido dos trabalhos de propagação do Evangelho, tendo residido em outras comunidades de Areia Branca e municípios da região antes de retornar a esta cidade, sempre deixando a marca de uma atuação profícu, alicerçada no zelo e dedicação.

0 OK

Saudosa evangélica Irmã Maria de Souza Silva

Cidadã areia-branquense em 2001, por iniciativa do então vereador Aderbal George Santos de Souza, Irmã Maria com sua humildade e carisma conquistou amizades sólidas ao longo da sua trajetória, principalmente em Ponta do Mel, onde faleceu no dia 27 de outubro de 2013.

A pesar de residir por mais de 16 anos na vila-praia, Irmã Maria só morou por 8 meses em sua casa própria, sendo ela a primeira moradora da referida rua a ser denominada em sua homenagem.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *