Vereador há 56 anos, pernambucano ficará de fora da primeira eleição desde 1955

“Caciques do PMDB inviabilizaram a minha condição de ser candidato”. Com essa frase, o vereador mais antigo com mandato no Brasil, Liberato Costa Júnior (PMDB), resume por que essa vai ser a primeira eleição municipal desde 1955 sem o decano da Câmara do Recife (PE).liberato-costa-juniorLiberato Costa Júnior é vereador há 56 anos (Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem)

Ele demonstrou, em entrevista ao Jornal do Commércio no mesmo dia que formalizou apoio ao candidato a prefeito Geraldo Julio (PSB), que tinha disposição para pleitear novo mandato. Reforçou o apoio do PMDB ao socialista, mas avaliou que foi um erro o PMDB ficar integrado no “chapão proporcional” da Frente Popular (PSB, PSD, PMDB, PTB, PCdoB, PSL, PRB e PSC), o que, avalia, prejudicou o partido. Para ele, se saísse sozinho na proporcional o PMDB elegeria pelo menos dois vereadores e, no chapão, só deve eleger apenas um.

E mais: Liberato considerou que o PMDB, ao tomar essa decisão “impensada”, esqueceu o vereador mais antigo em atividade no País para ser “bucha de canhão, camurim”, ou seja, ajudar a eleger vereadores de outras legendas. (Com informações do Portal UOL).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *