Urologista ministrará palestra sobre saúde do homem para moradores do bairro Navegantes e adjacências

0 thiago coutoUrologista Thiago Couto, será o palestrante (Foto: Erivan Silva)

Depois de o mês de outubro ser marcado pela campanha de mobilização para prevenção do câncer de mama, conhecida como Outubro Rosa, agora é a vez dos homens. O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem. O mês foi escolhido porque dia 17 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Visando ampliar a conscientização sobre a doença entre o público masculino, a Prefeitura de Areia Branca, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está desenvolvendo uma série de ações durante o mês em curso, a cargo de profissionais de saúde ligados ao órgão.

Dentro da campanha do Novembro Azul, na próxima terça-feira, 10, às 9h, na Igreja Adventista do 7º Dia do bairro Nossa Senhora dos Navegantes, haverá uma importante palestra com o urologista Thiago Couto, abordando a saúde do homem, mais especificamente sobre o câncer de pênis, testículos e de próstata.

A palestra integra as ações da equipe de profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) Ana Paulino de Medeiros, e abrange, além do bairro Navegantes, o público masculino dos conjuntos residenciais IPE e Salinópolis e dos bairros Nossa Senhora da Conceição, Ilha, Cohab, Somoban, Projeto Crescer, Pastor Jocelino Cavalcante e áreas adjacentes.

Próstata

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todos os homens com 45 anos de idade ou mais façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal feito e o PSA (antígeno prostático específico, na sigla em inglês). Segundo especialistas, o toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom, por exemplo.

O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência nos homens. As taxas da manifestação da doença são cerca de seis vezes maiores nos países desenvolvidos.

No Brasil, é a quarta causa de morte por câncer e corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *