Pró-Reitoria da Uern rescinde contratos de cerca de 160 professores temporários

FLAUBERTFlaubert Torquato se surpreendeu com a notícia das demissões

O comando de greve na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) foi surpreendido ontem, 9, com a notícia da rescisão de contrato provisório de trabalho de cerca de 160 professores temporários da instituição de ensino superior.

As demissões estão sendo procedidas pela Pró-Reitoria de Recursos Humanos da instituição, confirmou a Associação dos Docentes da Universidade do Rio Grande do Norte (Aduern). “Encaminhamos à assessoria jurídica e estamos aguardando o parecer para saber se o procedimento é legal”, disse o presidente da Aduern, Flaubert Torquato.

O professor diz estranhar o fato, já que havia sido acordado que não haveria problema com os professores temporários que aderiram à greve, que completou 70 dias ontem, 9. Apesar de cogitar retaliação e perseguição política, ele diz esperar o parecer jurídico e resultado de conversas hoje para se posicionar melhor. (Matéria completa na edição de hoje do jornal O Mossoroense).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *