Uern pretende construir em Areia Branca um centro de pesquisa e visitação turística nos moldes do projeto Tamar, na Bahia

0Pessoal do projeto, que atua no município, realizou importante trabalho no desencalhe de uma baleia Jubarte que encalhou no litoral de Areia Branca, em 2011 (Foto: Carlos Jr.)  

A nova gestão da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) pretende construir em Areia Branca um centro de pesquisa e visitação turística nos moldes do projeto Tamar, na Bahia, a partir do projeto “Cetáceos da Costa Branca”.

A ideia é defendida pelo reitor Pedro Fernandes e foi inclusive apresentada ao presidente da Câmara Federal, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB), em Brasília, durante encontro do reitor com o parlamentar, quando o mesmo aproveitou para fazer uma série de reivindicações em nome da comunidade universitária.

HENRIQUE COM PEDRO FERNANDESO grupo de trabalho e pesquisa, financiado pela Petrobras, monitora o litoral entre Caiçara do Norte, no Rio Grande do Norte e Aquiraz, no Ceará. Além de cuidar de baleias e golfinhos na área de exploração de petróleo da bacia potiguar, o programa da Uern ainda se preocupa com a proteção das tartarugas marinhas e do peixe-boi.

Reitor Pedro Fernandes com Henrique Alves, em Brasília (Foto: J Batista)

Recentemente, em 22 de setembro deste ano, a equipe salvou 24 animais de um cardume de 30 golfinhos que encalharam na praia de Upanema, em Areia Branca. Cada animal salvo pesava, em média, 1,5 tonelada. Apenas 6 dos golfinhos, conhecidos como “falsa orca”, não sobreviveram. O trabalho de resgate durou três horas e foi destaque internacional.

No encontro com Henrique Alves, o reitor Pedro Fernandes apresentou o projeto, que segundo ele, é pouco conhecido da comunidade e muito importante no meio científico para a Uern. Ele estava acompanhado do professor e biólogo Flávio Lima, que coordena o projeto “Cetáceos da Costa Branca”.

O projeto, iniciado em 2009, no valor de R$ 11 milhões, está assegurado até fevereiro de 2014. Flavio-Lima                         Biólogo Flávio Lima coordena o projeto “Cetáceos da Costa Branca” (Foto: Carlos Jr.)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *