TSE realizou novas eleições em nove municípios brasileiros e anunciou próximos pleitos em Tangará e Serra do Mel, no RN

0Serra do Mel (RN) será o próximo município a ter eleição suplementar, dia 7 de abril

O primeiro domingo de março foi dia de voltar às urnas para os eleitores de nove municípios brasileiros. As eleições anteriores, realizadas em outubro, foram anuladas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) porque os candidatos que concorreram em 2012 tiveram o registro de candidatura rejeitado. Entre os motivos do embargo está a Lei da Ficha Limpa.

Menos de três horas após o encerramento das urnas, 410.540 eleitores já conheciam os nomes de seus novos prefeitos. A eleição fora de época ocorreu em cidades de quatro estados: Eugênio de Castro (RS) e Novo Hamburgo (RS); Sidrolândia (MS) e Bonito (MS); Camamu (BA); Balneário Rincão (SC), Campo Erê (SC), Criciúma (SC) e Tangará (SC).

Santa Catarina

Quinto maior colégio eleitoral de Santa Catarina, o município de Criciúma, no sul catarinense, foi o último do estado a finalizar a apuração das urnas eletrônicas. Márcio Burigo (PP) foi escolhido para governar a cidade pelos próximos quatro anos. Ele foi eleito com 76.748 votos (equivalentes a 72,27% dos votos válidos).

Com 4.286 votos, Décio Gomes Góes (PT) foi eleito prefeito de Balneário Rincão, cidade localizada no sul de Santa Catarina. Ele será o primeiro prefeito do município emancipado em 2012. Góes obteve 52,52% dos votos válidos.

Em Campo Erê, no oeste catarinense, Rudimar Borcioni (PT) venceu a corrida eleitoral. Ele foi eleito com 3.221 votos (55,98% dos válidos).

Já em Tangará, outro município do oeste de Santa Catatina, os eleitores locais alçaram Euclides Cruz (PSD) para o comando do Paço. Ele amealhou 3.110 votos (52,29% dos válidos).

Rio Grande do Sul

José Luis Lauermann (PT) foi eleito nester domingo, prefeito de Novo Hamburgo, município da região metropolitana de Porto Alegre. O petista obteve 70.521 votos, o que corresponde a 55,84% dos votos válidos para a disputa na cidade do Vale do Sinos.

Já em Eugênio de Castro, outro município gaúcho que teve eleição suplementar neste domingo, o mais votado na corrida pela prefeitura foi Horst Daltro Steglich (PSDB). Ele amealhou 1.214 votos, equivalentes a 53,53% dos votos válidos.

Bahia

Os 24.545 eleitores de Camamu, no sul do estado, elegeram neste domingo Emiliana de Zequinha da Mata (PP) como a nova prefeita do município. Com 7.677 votos (48,55%), ela venceu outros cinco candidatos ao comando do paço municipal. 

Mato Grosso do Sul

Um dos cartões-postais do Pantanal, o município de Bonito teve uma das eleições mais disputadas deste domingo. Os 15.985 eleitores da cidade elegeram Leleco, do PT do B, para o comando da prefeitura. Ele obteve 6.229 votos (50,82% dos válidos).

Também houve eleição, no Mato Grosso do Sul, no município de Sidrolândia, que fica a 70 quilômetros da capital Campo Grande. Ari Basso, do PSDB, foi o vencedor do pleito deste domingo. Ele obteve 13.191 votos, o que corresponde a 57,44% do total de votos válidos.

Eleição fora de época

A Justiça Eleitoral informou que está programado novo pleito, em 7 de abril,  em outros 14 municípios. Terão de retornar às seções eleitorais os eleitores de Pedra Branca do Amaparí (AP); São João do Paraíso, Biquinhas, Diamantina e Cachoeira Dourada (MG); Joaquim Távora (PR); Serra do Mel e Caiçara do Rio do Vento (RN); Muquém do São Francisco (BA); Coronel Macedo, Eldorado e Fernão (SP); e Tucunduva e Sobradinho (RS).

Em Erechim e Vacaria (RS), as eleições marcadas para os dias 3 de março e 7 de abril, respectivamente, foram suspensas após a ministra do TSE Luciana Lóssio conceder liminares determinando o retorno dos eleitos, em 2012, aos cargos até que o plenário do tribunal se manifeste definitivamente sobre a cassação dos registros de candidatura.

Fonte: Do G1, em Brasília

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *