TSE mantém indeferimento de registro de candidatura do prefeito eleito e Guamaré deverá ter eleição suplementar

Hélio de Mundinho foi o mais votado para prefeito do município em 2020 (Foto: Reprodução)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio do ministro Alexandre de Moraes, indeferiu na sexta-feira, 10, o registro da candidatura de Hélio Willamy, conhecido como Hélio de Mundinho (MDB), prefeito eleito de Guamaré em 2020. Assim, foi mantida a decisão que já havia sido tomada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN).

No julgamento, no TRE-RN, foi mantida a sentença da juíza de primeira instância que indeferiu o registro de candidatura de Hélio, por compreender que se configuraria o quarto mandato do mesmo grupo familiar.

A candidatura de Hélio estava sub judice. A prefeitura da cidade atualmente é comandada pelo presidente da Câmara Municipal, eleito para o biênio 2021-2022, vereador Eudes Miranda (MDB), irmão de Hélio de Mundinho. Ele se licenciou do cargo para assumir interinamente o comando da Prefeitura Municipal.

Com o TSE mantendo a decisão do TRE-RN, deverá ser realizada eleição suplementar no município, com data a ser marcada pelo próprio tribunal.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *