Terminal Pesqueiro de Natal impulsionará o setor no RN, diz presidente do Sindipesca

JORGE BASTOS COM ROSALBA EM EVENTOJorge Bastos (à direita da governadora Rosalba) acompanhou a visita do cônsul japonês ao Terminal Pesqueiro

Sempre atento às questões que envolvem o setor pesqueiro, o presidente do Sindicato da Indústria de Pesca do Estado do Rio Grande do Norte (Sindipesca), Jorge Bastos Filho, acompanhou a recente visita do cônsul do Japão, Akira Suzuki, ao Terminal Pesqueiro de Natal, obra que segundo ele, vai dar o pontapé inicial para que o setor pesqueiro do Estado cresça de forma significativa.

O empresário Jorge Bastos acompanhou a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e o secretário estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Betinho Rosado, na visita do cônsul Akira Suzuki ao Terminal Pesqueiro, cuja obra está em fase de conclusão e, quando pronto, permitirá ao estado do Rio Grande do Norte a polarização de indústrias de beneficiamento do pescado potiguar e o crescimento das exportações.

Apesar de comemorar a proximidade da conclusão da obra, o presidente do Sindipesca, Jorge Bastos, destaca que será essencial a tomada de iniciativas complementares, por parte do Governo do Estado, para que o Terminal Pesqueiro realmente seja responsável por fomentar o setor. “Por si só, o terminal não irá fazer todo o trabalho, mas se estiver aliado à redução no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), poderá dar novo fôlego para a cadeia produtiva da pesca”, analisa Bastos.

Para o presidente do Sindipesca, a construção do Terminal Pesqueiro porá fim em uma espera de uma longa espera. “Há mais de dez anos nós esperávamos pela implantação do terminal, que é um antigo desejo da categoria”, disse.

“A cadeia da pesca do Rio Grande do Norte conta, atualmente, com cerca de 150 mil pescadores. Esperamos que com o final da obra, o setor aumente mais de 20%, com a geração de mais 40 mil empregos”, reforçou Jorge Bastos, que é um grande investidor no município de Areia Branca, atuando no setor de beneficiamento de pescado, gerando emprego e renda.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *