Souza destina quase R$ 2 milhões de emendas orçamentárias para o Hospital Tarcísio Maia

0 DEPUTADO-SOUZA_secretario_Lagreca_2Ricardo Lagreca elogiou a postura de Souza, que constitui uma iniciativa inédita (Foto: Divulgação / Assessoria) 

Numa iniciativa inédita, o deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), destinará todo o volume financeiro de suas emendas orçamentárias para um único fim e órgão de saúde. O montante de R$ 1,8 milhão será para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), ainda neste exercício.

Souza já fizera essa promessa ao próprio secretário estadual da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, no dia 14 de abril, em audiência com ele na sede da secretaria, em Natal. Ontem, 28, comunicou-lhe oficialmente que tinha formalizado a decisão na Assembleia Legislativa.

Por meio de ofício à pasta do Planejamento do Governo do Estado, no dia 25 (terça-feira), o deputado cientificou que a “Assembleia Legislativa aprovou as emendas ao orçamento para o exercício corrente”.

Compromisso

“O deputado tem uma iniciativa muito importante para o Tarcísio Maia, Mossoró, região e todo o sistema público de Saúde”, destacou Lagreca. Segundo ele, haverá condições com essa decisão de Souza, deveremos atender a reforma de UTI, setor de Nutrição e Almoxarifado.” E completou: “Ficamos todos muitos felizes com o compromisso dele. Já tinha avisado que faria”.

O HRTM tem quase 30 anos de atividades, com abrangência e influência em regiões como Vale do Açu, Oeste, Salineira, parte do Sertão Central e até Vale do Jaguaribe (CE). Serve há mais de 60 municípios e a uma população estimada de 800 mil a 1 milhão de habitantes.

“Eu poderia distribuir esse montante em pequenos valores para diversos municípios, mas sem o alcance social imprescindível como este. O Tarcísio Maia precisa estar bem, para poder servir aos próprios municípios que diariamente enviam pacientes para ele, como última tábua de salvação”, justificou Souza. 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *