Souza apresenta ao governo requerimentos na área da educação e solicita realização de concurso público

Eduardo MaiaSouza solicitou ações ao governo para evitar prejuízo aos alunos das escolas estaduais (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

Durante a sessão ordinária na Assembleia Legislativa, desta terça-feira, 4, o deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), informou ao Plenário que enviou requerimentos ao Governo do Estado, solicitando ações na área da educação na tentativa de evitar prejuízo aos alunos das escolas estaduais.

O parlamentar em um dos requerimentos solicitou a realização de um concurso público para ingresso de professores na rede pública estadual, justificando que o Ministério Público já recomendou ao Estado que realize um concurso ainda este ano.

Segundo o deputado Souza, existe um déficit de mais de mil professores na rede pública estadual e que a Secretaria de Educação estima, seguindo a tendência de aposentadorias, que três mil postos fiquem vagos nos próximos dois anos, se não houver reposição destes professores.

Conforme o deputado, a Secretaria Estadual de Educação e Cultura renovou cerca de 700 contratos temporários e a previsão é que mais 300 contratos sejam efetuados, tudo isso pode até amenizar, mas não resolve o problema.

Essas informações, colhidas pelo Governo em março deste ano, apontam, segundo o deputado, que havia cerca oito mil profissionais em exercício nas escolas estaduais, sendo que, de lá para cá, cerca de um oitavo se aposentou.

“Desses oito mil professores, a grande maioria entrou nos anos 80. Portanto, vemos a grande e real necessidade da realização urgente de um concurso público”, disse o deputado Souza.

Em outro requerimento, o parlamentar solicitou ao Governador do Estado, a realização da promoção horizontal dos professores da rede pública estadual.

Segundo o deputado, “se o governo der duas letrinhas, teremos cerca de mil professores se aposentando. Se forem quatro letras, o número cresce maciçamente e teremos cerca de três mil docentes dando entrada no pedido de aposentadoria. Depois disso, essa média seria de 500 a 600 por ano”, demonstrou o deputado, chamado também a atenção sobre a situação das aposentadorias dos professores da rede pública estadual de ensino.

Para o deputado Souza, os professores esperam ser promovidos para se aposentarem com vencimentos melhores, pois muitos desses professores já estão no tempo de aposentadoria ou até já passaram. “O número de pedidos de aposentadoria só não é maior devido ao fato de o Estado ter acumulado alguns débitos de promoções com a categoria ao longo da última década”, afirmou o parlamentar.

Souza disse ainda, que o governador Robinson Faria estava ciente desses problemas na área de educação do Estado e que o Governo estava buscando solucioná-los o mais breve possível.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *