Senado articula debater implantação do Parlamentarismo a partir de 2022

Senador José Serra vai elaborar a proposta (Foto: Reprodução)

Os senadores querem discutir a implantação do Parlamentarismo como uma alternativa ao sistema de Governo do País. A ideia foi articulada a partir de uma reunião com a presença do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o vice-presidente Antonio Anastasia (PSDB-MG), senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS) e o senador José Serra (PSDB-SP).

A responsabilidade para elaboração da proposta ficou a cargo do senador José Serra. “Não é para agora, seria para valer a partir de 2022. Apresentarei a proposta até o próximo mês. A ideia é um sistema similar ao da França ou de Portugal”, disse.

Segundo Serra, a mudança não atingiria o Governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). “É óbvio que as dificuldades vistas nestes três meses do governo mostram que o sistema está esgotado. É preciso propor outro modelo”, destacou.

Em Portugal e na França, o modelo é considerado semipresidencialista. O presidente eleito pelas urnas escolhe o primeiro-ministro, mas seu nome precisa ser aprovado pelos parlamentares. Nesta configuração, o primeiro-ministro é o elo que precisa refletir a vontade conjunta do parlamento e do presidente. Caso falhe, o parlamento pode substituí-lo. (Com informações Focus).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *