Sem acordo, sindicatos bancários decretam greve nacional a partir desta terça-feira, por tempo indeterminado

bancarios okkkGreve deverá paralisar atividades dos bancários em todo o país

Sem acordo de reajuste salarial até as 19h desta segunda-feira,17, sindicatos bancários de todo o país confirmaram greve nacional a partir de amanhã, 18, por tempo indeterminado.

O movimento foi definido em assembleias realizadas na terça e na quarta da semana passada, que decidiram dar até hoje para receber uma contraproposta dos bancos.

Segundo o sindicato, as entidades patronais não entraram em contato nem fizeram contraproposta após a decisão pela paralisação e a categoria decidiu por iniciar a greve.

A categoria reivindica aumento salarial de 10,25% (aumento real de 5%), mas os bancos ofereceram 6% (aumento real de 0,58%).

Funcionários também reivindicam participação nos lucros de três salários mais R$ 4.961,25, piso salarial do Dieese (R$ 2.416,38) e vales alimentação e refeição de R$ 622, entre outras solicitações.

Os bancários entregaram a pauta com as reivindicações no dia 1º de agosto; a data-base da categoria é 1º de setembro. Após nove rodadas de negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), não houve acordo para o índice de reajuste.

Serviços

Com a paralisação do atendimento nos bancos, a Febraban orienta os clientes a procurar um canal alternativo para realizar os serviços durante o período de greve.

Segundo a entidade, o consumidor deve ver se há a disponibilidade de fazer as operações através de caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking (banco no celular), telefone e correspondentes bancários –casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados. (Com informações da folha Online).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *