Secretário de Saúde foi à Assembleia Legislativa para esclarecer sobre a realidade do setor

0Ricardo Lagreca, tendo ao lado o deputado Ezequiel Ferreira, durante reunião na manhã de hoje  

O secretário de Estado da Saúde Pública, Ricardo Lagreca, esteve na Assembleia na manhã desta quinta-feira, 14, para esclarecer ações do Governo do Estado para o setor. Ao todo, 19 deputados estiveram presentes na reunião.

O secretário iniciou a reunião explicando a realidade da saúde estadual. Ele disse que o problema de desabastecimento dos hospitais foi herdado de outras gestões, mas que está sendo solucionado. Segundo Lagreca, uma dispensa de licitação foi realizada para compra de medicamentos e outros insumos, que deverão abastecer as unidades regionais por até 90 dias até que se encontre uma solução definitiva.

“Viemos mostrar a realidade da saúde pública, sem querer justificar”, disse. Para ele, saúde se faz de forma estável e ele precisa regularizar os repasses para conquistar de volta a credibilidade dos fornecedores. Hoje, o repasse do Governo do Estado para a pasta é de R$ 18 milhões por mês, a meta é de R$ 40 milhões.

Falando em regionalização da saúde, o secretário disse que é uma prioridade para, de forma definitiva, resolver o problema de saúde do Estado. “A regionalização é o projeto que pode resolver os problemas da saúde no RN”, afirmou Lagreca.

O secretário ainda mostrou os projetos do Governo para solucionar os problemas. Ele citou a inauguração de um setor de maternidade no Hospital de Macaíba, em maio de 2016.

00Durante o encontro, o secretário mostrou a realidade da saúde pública no RN

Mas para ele o principal projeto é a construção do hospital terciário, que receberia todos os pacientes de alta complexidade do Estado, desafogando o Walfredo Gurgel, que seria um hospital exclusivamente de traumas.

“Para que se tenha uma ideia, 37% das mortes no Estado são por doenças cardiovasculares, 22% por doença maligna e 17% por traumas. Então temos que dar foco nas doenças de alta complexidade”, disse.

O secretário ainda citou a ampliação do Hospital Maria Alice Fernandes, da duplicação dos leitos de UTI existentes e falou sobre o combate à dengue, negando também a existência de um surto de meningite no Estado.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PMDB), avaliou a reunião positivamente. “Tivemos uma boa notícia: o problema do desabastecimento foi sanado e em mais 10 ou 15 dias os hospitais terão os estoques abastecidos. As demais explicações foram satisfatórias e agradecemos a boa vontade e o esforço do secretário para resolver os problemas da saúde”, disse Ezequiel.

000Ao todo, 19 deputados estiveram presentes na reunião

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Álvaro Dias (PMDB) considerou que a presença do secretário na Assembleia Legislativa            “foi muito importante para os parlamentares apresentarem as reivindicações de cada região onde atuam. Além disso, o secretário apresentou o plano de ação fazendo uma explanação sobre a situação da saúde publica e as medidas que está tomando para amenizar muita coisa das dificuldades que o Estado enfrenta com a saúde pública”.

Estavam presentes na reunião os deputados Albert Dickson (PROS), Agnelo Alves (PDT), Álvaro Dias, Cristiane Dantas (PCdoB), Jacó Jácome (PMN), Kelps Lima (SDD), Raimundo Fernandes (PROS), Márcia Maia (PSB), Gustavo Carvalho (PROS), Nelter Queiroz (PMDB), Tomba Farias (PSB), George Soares (PR), Galeno Torquato (PSD), Fernando Mineiro (PT), Souza Neto (PHS), Ezequiel Ferreira, Dison Lisboa (PSD), Ricardo Motta (PROS) e Carlos Augusto Maia (PTdoB).

Fotos: João Gilberto / AL-RN

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *