Secretaria de Saúde de Areia Branca explica que vinda do carro fumacê depende de alguns critérios

Uso do carro fumacê passa por avaliação antes de ser liberado para os municípios (Foto: Reprodução)
A Prefeitura de Areia Branca, por meio da Secretaria Municipal
de Saúde, esclarece que existem critérios para a solicitação e aplicação do
carro fumacê. Entre esses critérios está a incidência média (100 a 299 casos por
100 mil habitantes) ou alta (300 casos por 100 mil habitantes), como também
confirmação de transmissão de dengue por meio de exame sorológico realizado pelo
Laboratório de Saúde Pública, entre outros critérios na qual esclarece na nota
técnica nº 01/2013 da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica, da
Secretaria Estadual de Saúde Pública (Suvige/CPS/Sesap-RN).
De acordo com o órgão, quem avalia a necessidade de aplicação
do carro fumacê em determinado município é a Sesap.
A Secretaria Municipal de Saúde informa ainda que continua com
a aplicação de inseticida e larvicida nos bairros afetados. Está sendo realizado
o controle biológico com o peixe que come as larvas do mosquito Aedes aegypti,
transmissor da dengue.
Já o uso de atomizador, está sendo feito para o controle e
combate do foco de muriçocas nos bairros Pastor Jocelino Cavalcante e
Navegantes, e especificamente na vala por trás do Ginásio Poliesportivo
Professora Rosário Cabral, à altura do conjunto IPE, no loteamento José Gadelha,
bairro Navegantes/ loteamento “Klintolândia”, como também nos terrenos baldios.
A Secretaria de Saúde de Areia Branca continua recebendo
denuncias no setor de Endemias, bem como permanecem também os trabalhos de
orientações nas comunidades.
É importante ressaltar que de acordo com o Ministério da Saúde,
90% dos casos de foco da dengue estão dentro das residências, com isso todo o
trabalho do poder público depende da ação da população para ser eficaz.
A secretaria pede à população que receba os Agentes de Endemias
em suas residências e denuncie os possíveis focos por meio do telefone
(84)3332-4936, Setor de Endemias.
As pessoas podem ainda, baixar o aplicativo “Observatório do
Aedes aegypti” que está disponível para sistema Android, que foi criado para
denúncia de possíveis focos. 
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *