Secretária de Finanças de Areia Branca revela quadro preocupante diante da queda acentuada da receita, no período

GIRLANDE OLIVEIRA, SECRETÁRIA DE FINANÇAS OKSecretária Girlande Oliveira alerta sobre perdas consideráveis de recursos, pelo município

O município de Areia Branca continua acumulando perdas consideráveis de receita, em razão da diminuição acentuada dos repasses financeiros feitos à prefeitura. Na primeira terça-feira do mês (dia 6) a parcela distribuída de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Estadual foi de apenas R$ 58.693,99. Uma redução de R$ 190.766,42, se comparado com o valor repassado na data de 3 de julho deste ano, que somou R$ 249.460,41.

A preocupação com a saúde financeira do município vem sendo externada pela prefeita Luana Bruno (PMDB) diante do quadro configurado no âmbito administrativo. Tal situação se tornou pública por intermédio da secretária de Finanças e Gestão Orçamentária, da Prefeitura de Areia Branca, Girlande Oliveira.

Diante dessa realidade, a gestão da prefeita Luana Bruno está mantendo a cautela para evitar excesso de gastos. A preocupação aumentou depois que a Secretaria de Finanças disponibilizou dados sobre as recentes quedas do ICMS, do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e dos royalties pagos pela Petrobras pela exploração e produção de petróleo e gás natural em solo areia-branquense.

Ao divulgar os dados da arrecadação, a secretária Girlande Oliveira informou que este ano há um cenário de elevada incerteza em termos de receita. Isso é preocupante, pois direto e indiretamente compromete o andamento de algumas ações de ordem administração e exige um esforço maior da prefeita para manter compromissos prioritários como o pagamento da folha do funcionalismo e os fornecedores.

Recentemente a prefeita Luana Bruno convocou uma reunião com secretários, gerentes e auxiliares diretos, na qual a equipe econômica do governo municipal fez um relato minucioso da situação de momento da gestão, no tocante às finanças. E o cenário apresentado não foi nada animador, embora o município ainda esteja em situação bem melhor que muitos que já estão sentindo os efeitos da crise, atrasando salários e deixando de oferecer os serviços essenciais aos munícipes.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *