Secretária de Assistência Social do município de Tibau vai ao rádio prestar contas de como encontrou o órgão e o que foi possível fazer até agora

NALDINHO, Aureliano e LIDIANE Marques OKPrefeito “Naldinho” com os secretários de Administração Aureliano Marques, e de Assistência Social, Lidiane Marques

À frente de uma das pastas importantes da atual gestão na cidade de Tibau, a secretária municipal de Assistência Social (SMAS), Lidiane Marques da Costa, utilizou a rádio local para fazer uma breve prestação de contas de como encontrou o órgão e o que já foi possível fazer nesses poucos dias no cargo.

Na quinta-feira, 24, a secretária Lidiane Marques participou da programação da Rádio FM de Tibau e na oportunidade apresentou um balanço de como encontrou a SMAS e o que está sendo programado junto com sua equipe de trabalho. A equipe é composta por mulheres que aceitaram, juntamente com a secretária, enfrentar as questões sociais deste pequeno município.

A secretária Lidiane Marques reconhece que não será um trabalho fácil atingir as metas pretendidas, pois a realidade urge por soluções rápidas com relação à pobreza, o combate a miséria, as questões das drogas, violência contra a  mulher, o idoso, o trabalho infantil, a necessidade de qualificação profissional, a geração de emprego e renda, a proteção a criança e ao adolescente, por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca), Conselho Tutelar, entre outras questões desafiadoras na vida de seu povo.

“O descaso vivenciado no município prejudicou o processo de transição no qual se poderia visitar os ambientes, conhecer os trabalhadores, usuários. Os imóveis em que funcionavam o Cras e o Creas foram solicitados pelo proprietário do imóvel e os poucos equipamentos, móveis e utensílios para desenvolvimento das atividades ficaram acomodados num único ambiente”, relatou Lidiane.

Ela acrescentou que “havia dificuldade de realizar as atividades especificas do Cras e Creas (grupos e oficinas de convivência), além das dificuldades de acessibilidade, estrutura física inadequada. O Creas desenvolveu atividades até outubro e o pagamentos dos profissionais estavam atrasados. Não recebemos, nem encontramos informações atualizadas do Peti e do Projovem”.

Ainda de acordo com o balanço feito pela secretária, no rádio, no tocante aos equipamentos pertencentes ao gabinete do secretário havia um sofá, uma longarina com 3 lugares, 2 computadores do Cadastro único (Cadúnico), sendo que um estava sem a CPU, uma impressora sem tonner/cartucho, um notebook e dois ventiladores, sendo que um estava servindo de jarro.

“Nossa primeira providencia foi a retirada do material pertencente ao Cras, Creas, Peti e Projovem do antigo prédio e verificamos que alguns bens listados não foram encontrados e outros estavam em péssimas condições de uso. Não encontramos um modelo de trabalho executado que merecesse a continuidade. Vamos começar do zerom realizando um trabalho de acordo com as normas da Política Nacional de Assistência Social”, afirma Lidiane.PREFEITURA DE TIBAU                  Sede da Prefeitura de Tibau, na Rua da Jangada, Centro

Mediante essa realidade, Lidiane enfatiza a necessidade de colaboração e compreensão das famílias tibaulenses, pois um município do porte de Tibau os recursos repassados pelo governo Federal são mínimos e há toda uma questão financeira negativa que precisa ser vista para que o Governo local possa apresentar resultados.

A secretária disse que esses 25 dias tem sido de muito trabalho e de planejamento quanto as necessidades materiais e de recursos humanos para além da busca de acesso aos sistemas da assistência social, principalmente Cadastro Único, Programa Bolsa Família e o SAA.

“Estamos tratando com cuidado a formação do quadro de trabalhadores que irão integrar os equipamentos da Assistência Social. Já estamos definindo os cargos e funções para um processo seletivo simplificado de forma que possamos realizar um trabalho de qualidade. Estamos nos preocupando com os espaços físicos nos quais irão funcionar os serviços, de forma que sejam amplos, acessíveis, ventilados e estejam próximos da população. Nesse momento, torna-se difícil locar qualquer prédio devido o veraneio, mas estamos verificando, vendo espaços, de forma que logo após o Carnaval possamos instalar nossos programas, projetos e serviços de assistência social”, adiantou.

Ainda de acordo com a secretária, “para os próximos dias, por meio do cadastro único e programa Bolsa Família, faremos uma mobilização para visitar as comunidades rurais e faremos visitas domiciliares na zona urbana, tendo em vista o recadastramento e atualização de dados de aproximadamente 534 famílias beneficiárias do programa. Isso se faz necessário porque detectamos diversas famílias cadastradas no mesmo endereço e ainda alguns dados que não correspondem à realidade”.

Durante a entrevista a secretária anunciou que estão abertas as matriculas para o Projovem Adolescente que irá contemplar 50 adolescentes na faixa etária de 15 a 17 anos. Os interessados devem procurar Andréia Dunga, na Secretaria de Assistência Social no horário das 8h às 12h.

Lidiane Marques avisa ainda que após o Carnaval haverá o cadastro para o Peti destinado a 100 crianças e jovens na faixa etária de 6 a 14 anos. “Tanto o Peti quanto o Projovem terão educadores sociais e facilitadores de oficinas e funcionarão manhã e tarde”, garante.

Já o Creas estará organizando a campanha de prevenção contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes durante o Carnaval.

A secretária afirma que o Conselho Tutelar receberá uma atenção especial na sua gestão, pois nosso município apresenta uma realidade difícil para crianças e adolescentes. “Temos muitos registros de casos de violação dos direitos da criança e do adolescente. Por isso estamos preocupados em instalar o Conselho Tutelar num ambiente de fácil acesso à população e que tenha os materiais necessários ao seu funcionamento. Nesse momento estão instalados provisoriamente e estão trabalhando em sistema de plantão, mas como dissemos no inicio, é preciso cautela, para que possamos implantar os serviços e também dar condições de funcionamento”, reforça Lidiane.DSC02808 OK                         Nova gestão terá muito trabalho pela frente, em todos os setores

A secretária Lidiane disse que tem a pretensão de realizar um trabalho voltado para as famílias e fazer com que a secretaria vá até as comunidades. “Minha equipe de trabalho será composta por profissionais qualificados e também teremos a preocupação de priorizar o planejamento, o monitoramento das ações e a formação continuada dos profissionais”, acrescenta.

Finalizando sua participação do programa radiofônico, Lidiane Marques apresentou a sua equipe de auxiliares:

Coordenação do Cadastro Único e Programa Bolsa Família – Josileide Souza

Coordenação do CRAS/Casa da Família – Andréia Dunga

Coordenação do CREAS – Edinilza Alexandre

Assistente Social da SMAS – Ângela Diniz

Assessoria Técnica – Assistente social Francisca Batista

· O Peti terá 4 educadores sociais e será vinculado ao Cras. No Projovem atuarão um profissional de nível superior para planejar e acompanhar os coletivos e 1 orientador social

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *