Reunião do G-12 para nova discussão sobre a “Estrada da Castanha” foi adiada

CAMARA SERRA DO MEL.JPG[4]Câmara Municipal será mantida como local da reunião

A ausência confirmada de alguns prefeitos e de parlamentares que estão dando suporte ao projeto levou o presidente do Consórcio Intergestores Vale Unido (G-12), prefeito de Carnaubais, Luiz Gonzaga Cavalcante, “Luizinho” (PSB), a adiar a reunião que estava marcada para esta quinta-feira, 14, na Câmara Municipal de Serra do Mel. A principal pauta do encontro de gestores seria a construção da rodovia RN-016, denominada “Estrada da Castanha”.

Por meio de correspondência eletrônica enviada aos sites e blogs da região, o presidente do G-12, “Luizinho Cavalcante”, não define uma nova data para a reunião. Isso ocorrerá posteriormente quando for mantido contato com cada um dos integrantes do grupo. O local da reunião, o plenário do Legislativo serrano, será mantido.

O encontro do G-12 em Serra do Mel é aguardado com expectativa, visto que o município é um dos elos principais da rodovia que o ligará a Areia Branca e Carnaubais. O trecho terá 58 quilômetros de extensão e um custo total da ordem de R$ 60 milhões.
Para o prefeito de Serra do Mel, Josivan Bibiano de Azevedo (PSDB), que será o anfitrião dos prefeitos na próxima reunião do consórcio de gestores, a “Estrada da Castanha” constitui a obra mais importante para a região pelos benefícios que canalizará no que diz respeito à geração de emprego e renda.

“Com esse canal de escoamento da produção regional, principalmente a castanha, que é uma das bases de sustentação de milhares de famílias serra-melenses, a economia terá um impulso, trazendo mais progresso e criando novas oportunidades no mercado de trabalho nos municípios beneficiados direto e indiretamente pela nova estrada”, comenta.

Em Serra do Mel, a expectativa é que o encontro seja decisivo para o projeto, uma vez que será apresentado o resultado de um trabalho que está sendo feito pelos prefeitos junto aos segmentos parceiros, visando levantar todos os dados relacionados à construção da estrada. A partir daí, será definida a data para o início dos serviços.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *