Queimadas em linhas de transmissão privadas no Piauí provocaram apagão de energia que atingiu todos os estados do Nordeste

12Apagão de hoje gerou prejuízos e causou transtornos na região Nordeste (Foto: Romildo de Jesus/Futura Press)

O apagão de energia que atingiu todos os estados do Nordeste na tarde desta quarta-feira, 28, foi provocado por queimadas em duas linhas de transmissão privadas no Piauí, que fazem a interligação entre o sistema do Norte e do Nordeste. A falha causou diversos transtornos, sobretudo no trânsito, em razão dos sinais apagados, e nas redes de comunicação.

O primeiro desligamento ocorreu às 14h58 na ligação entre Ribeiro Gonçalves e São João do Piauí. A linha é operada pela IENNE, empresa controlada pela espanhola Isolux. Este circuito foi religado às 15h04, mas houve um novo desligamento, pelas mesmas razões, às 15h06.

Pouco depois, também devido a queimadas, outra linha de transmissão que conecta Ribeiro Gonçalves a São João do Piauí, foi desligada às 15h08. Esta linha é operada pela Taesa, empresa controlada pela Cemig.

As informações são do Operador Nacional do Sistema (ONS). Diante do problema, houve perda de “sincronismo e consequente separação da região Nordeste do restante do Sistema Interligado Nacional”.

“A falta de energia não ocorreu no sistema da Chesf, mas por uma empresa particular durante o pico de alto intercâmbio de energia para o Nordeste”, gerente da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf ) no Piauí, Airton Feitosa11       Trânsito engarrafado no viaduto Joana Bezerra, no Recife, na tarde desta quarta-feira (Foto: Daniel Carvalho/Folhapress)

O gerente comparou o problema a uma “freada brusca” em um carro. “É como você estar acelerando a 110 km/h e dar uma freada brusca. Duas linhas de transmissão de 500 kV apresentaram problemas”, afirmou o gerente da Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) no Piauí, Airton Feitosa

A perda de carga foi de 10.900 MW, o que provocou o desligamento adicional das seguintes linhas: Presidente Dutra/Teresina, Presidente Dutra/Boa Esperança e Bom Jesus da Lapa/Rio das Éguas.

Ainda de acordo com o ONS, a recomposição da energia foi concluída às 17h30 nas capitais do Nordeste. No momento algumas cidades do interior ainda continuam às escuras, segundo o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. O presidente do ONS (Operador Nacional do Sistema) Hermes Chipp, disse que até o final do dia o abastecimento será restabelecido em todas as cidades.13         Semáforos apagam e atrapalham o trânsito na cidade de Natal, nesta quarta-feira (Foto: Frankie Marcone/Futura Press)

A presidente Dilma foi informada do apagão logo no início da tarde de hoje, quando estava no Palácio da Alvorada. Irritada, por temer exploração política do caso pela oposição, que a acusa de tomar medidas intervencionistas no setor, a presidente determinou à sua equipe rapidez no restabelecimento da energia e investigação sobre a origem do problema.

Por volta das 17h ela recebeu as informações sobre os motivos do apagão e que a energia já estava sendo restabelecida em todas as capitais.

Investigação

Lobão afirmou que o governo fará uma investigação para apurar as causas da queimada de grandes proporções que provocou o curto-circuito.14     Ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que o apagão foi provocado por uma queimada numa fazenda de Canto do Murici, no Piauí (Foto: Agência Brasil)

“O impacto, inegavelmente, foi forte. Vamos investigar as causas”, disse Lobão. Ele negou que a ocorrência se deva a fragilidade do sistema elétrico. O Nordeste vive este ano a pior seca dos últimos 50 anos, o que prejudica o funcionamento das usinas hidrelétricas.

“Não existe fragilidade do sistema. Esse episódio acontece aqui, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar”, concluiu Lobão.

Fonte: Folha/UOL

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *