Previsão de chuvas para período março a maio no RN é de até 533 milímetros

Governadora Fátima Bezerra elogiou o desempenho da Emparn (Foto: Fabiano Trindade)

A previsão do período de chuvas no RN em 2021 dentro da média histórica ou pouco baixo, confirmada oficialmente nesta sexta-feira, 26, pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), comprova o acerto das medidas do Governo do Estado na execução dos programas de apoio à produção rural, como o Programa de Sementes e o Mais Ater, lançados em dezembro do ano passado.

O resultado da análise climática para o Rio Grande do Norte, para o período de março a maio de 2021, apontam precipitações de 533,8 milímetros(mm) no Leste; 479,2 mm no Oeste; 376,9mm, na região Central; 342,2 mm no Agreste.

Este cenário se deve a fatores físicos como a influência da temperatura dos oceanos, que embora esteja ocorrendo o fenômeno da ‘La Nina’ no Oceano Pacífico – a temperatura do Oceano Atlântico precisa subir entre 1 e 1,5 graus para favorecer a ocorrência de chuvas no semiárido nordestino – como informou o chefe da unidade instrumental e meteorologia da Emparn, Gilmar Bistrot.

A governadora, professora Fátima Bezerra (PT), elogiou o trabalho da Emparn que “desempenha papel estratégico para o desenvolvimento do Estado, produzindo dados que permitem o planejamento no campo. Digo da minha gratidão à Emparn e a Gilmar Bistrot pela dedicação e seriedade no trabalho de análise meteorológica”, afirmou em reunião virtual na manhã desta sexta-feira.

Fátima citou as iniciativas do Governo para apoiar os agricultores e pecuaristas. “O Programa de Sementes 2021 visa garantir produção para subsistência e forragem animal. Investimos R$6,9 milhões, com recursos próprios na aquisição de 456 toneladas de sementes de feijão, milho e sorgo que já estão sendo entregues. Vamos chegar aos 167 municípios, atendendo 3 mil agricultores familiares cadastrados no sistema Ceres da Emater. A distribuição se dá antes da consolidação do inverno para permitir aproveitar o período das chuvas desde o início. Não será por falta de sementes que o agricultor vai deixar de plantar. Pelo terceiro ano consecutivo o Governo do Estado chega, de forma pró-ativa, para apoiar as atividades no campo”.

Outra iniciativa destacada pela governadora foi o programa ‘Mais Ater’, lançado ano passado que vai aplicar R$ 85 milhões até 2023 em ações de crédito rural e assistência técnica para aumentar a produção familiar no RN. Ela também se referiu ao Programa estadual de Compras Governamentais, resultado de lei proposta pela deputada Isolda Dantas (PT) e aprovado em plenário pela Assembleia Legislativa. “Este programa tem grande importância, uma vez que o estado se obriga a comprar da agricultura familiar pelo menos 30% das suas compras. É um incentivo que traz benefícios para a economia porque fortalece toda a cadeia produtiva”.

Ainda em apoio à produção no campo, o Estado está realizando o maior programa de perfuração de poços. “As máquinas estão em ação e 140 poços foram perfurados. E até o final do ano serão 635 poços perfurados e instalados”, informou a chefe do Executivo, para encerrar lembrando a confiança no potencial do RN para produção de grãos no litoral. “Na faixa litorânea praticamente não temos problemas com falta de chuvas. Então criamos o programa RN Mais Grãos que vai implantar dez unidades demonstrativas, em áreas cedidas por particulares, para provar que é possível produzir grãos – soja, sorgo e milho – em sequeiro, com qualidade e produtividade naquelas terras”.

A reunião teve a participação dos deputados estaduais Francisco Medeiros (PT), Vivaldo Costa (PSD) e Sandro Pimentel (PSOL), do vice-governador Antenor Roberto (PC do B) e dos gestores da administração direta e indireta do Estado – Alexandre Lima (Sedraf), Guilherme Saldanha (Sape), João Maria Cavalcanti (Semarh) – César Oliveira (Emater), do Idiarn, Mário Manso (Idiarn), Leon Aguiar (Idema), Auricélio Costa (Igarn), o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Marcos Carvalho.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *