Preso o mototaxista “Uga-Uga”, que confessou ter participado da tentativa de assalto que terminou em morte de comparsa em confronto com a polícia

11“Uga-Uga” foi preso em casa. Ele pilotava a moto que dava cobertura ao comparsa (Foto exclusiva para o Blog)

Como resultado das diligências realizadas na tarde de hoje, 13, a polícia de Areia Branca prendeu o segundo suspeito de ter participado de uma tentativa de assalto que terminou com a morte de um elemento já identificado.

O preso é o mototaxista conhecido por “Uga-Uga”, residente na Vila Santos Reis, próximo ao Mercado Público Central, centro de Areia Branca.

Segundo o capitão Jailson Andrelino, do comando da Polícia Militar local, “Uga-Uga” estava em casa, deitado, e ao ser abordado pelos policiais assumiu que estava em companhia do outro elemento de nome Luiz Henrique, 18 anos, morador do bairro Nossa Senhora dos Navegantes, que trocou tiros com a polícia e veio a óbito, quando tentava assaltar a distribuidora de bebidas do comerciante “Cleytinho”, localizada à rua Calafates, centro.11 ok            Capitão Andrelino dando detalhes da operação à reportagem da TV Mossoró (Foto exclusiva para o Blog)

À polícia, “Uga-Uga” disse que convidou o comparsa para “fazer a parada”, porque estava desorientado com o rompimento de um relacionamento amoroso. O mototaxista é pessoa muito conhecida na cidade, daí a surpresa tanto dos familiares como da população com o seu envolvimento na tentativa de assalto.

De acordo com o capitão Andrelino, como foi preso em flagrante, “Uga-Uga” ficará à disposição da Justiça. O preso também deverá ser investigado se tem envolvimento com outros crimes ocorridos na cidade.

Um fato curioso, é que um popular foi preso por desacato à autoridade durante as operações policiais empreendidas na tarde de hoje, para captura de “Uga-Uga”.

Morte

1O elemento de nome Luiz Henrique da Silva, 18 anos, morador do bairro Nossa Senhora dos Navegantes, morreu em troca de tiros com a polícia, no início da tarde de hoje, quando tentava assaltar a distribuidora de bebidas do comerciante “Cleytinho”.

A vítima foi atingida por três balaços, sendo um na cabeça.

Segundo as informações, dois elementos chegaram ao local numa moto e um deles, armado, anunciara o assalto. Uma pessoa que passava pelas proximidades  vendo a manobra, teria telefonado para a polícia, relatando o fato.

Luiz Henrique chegou a ser conduzido para o Hospital Sara Kubitschek, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Carlos Júnior / Portal Voz de Areia Branca)

Ato contínuo, uma viatura da polícia chegou ao local, sendo recebida a bala. Houve troca de tiros entre policiais e o elemento armado, que foi alvejado e levado para o Hospital Sara Kubitschek, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O segundo elemento, que pilotava a moto, se evadiu do local e a polícia saiu em seu encalço, prendendo horas depois.

11 000000k            Arma usada pelos elementos (Foto exclusiva para o Blog)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *