Presidente da CPI falou demais e ouviu essa de Luciano Hang: “mandei 200 cilindros de oxigênio para sua cidade”

Aziz  falou o que quis sobre Hang e ouviu o que não quis (Foto: Roque de Sá/Senado)

O presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz (PSD-AM), disse na quarta-feira, 29, que o “voluntarismo” do presidente da Havan, Luciano Hang, levou pessoas à morte e acabou engolindo seco quando Hang revelou, sob aplausos, que só para Manaus, cidade de Aziz, enviou 200 cilindros de oxigênio.

“Cuidado com o seu ego. O seu voluntarismo levou à morte de muitas pessoas. Se limite às respostas do que o senador Renan Calheiros está fazendo. Estamos tendo toda paciência para o senhor não fazer teatro. O seu voluntarismo matou pessoas”, disse Omar Aziz.

“Eu não sou negacionista. Nunca neguei ou duvidei da doença. Tanto que minhas ações pró-saúde não ficaram só no discurso. Mandei 200 cilindros de oxigênio para Manaus, no valor de R$ 1 milhão, respiradores, máscaras, camas, utensílios, ajudamos na reforma de UTI, e destinamos R$ 5 milhões para a área da saúde. Nunca fui contra a vacina. Tanto que disponibilizamos os estacionamentos das nossas megalojas como pontos de vacinação”, completou Hang.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *