Presidente da Câmara dos Deputados fará palestra sobre a seca durante encontro dos vereadores do Rio Grande do Norte

2Henrique Alves lançará seu famoso livro, em Mossoró

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB), fará palestra sobre a seca durante encontro dos presidentes das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte, em Mossoró. O 1º Fórum Estadual dos Vereadores do RN, promovido pela Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam), será realizado neste sábado, 13, a partir das 10h, no Hotel Thermas. Henrique Eduardo Alves vai falar sobre a temática da seca e as possíveis soluções de curto prazo para ajudar as populações atingidas pela estiagem prolongada.

O presidente da Câmara chegará em Mossoró nesta sexta-feira, 12, para uma série de eventos. Às 11h, na  Escola de Petróleo do Senai, no conjunto Abolição, Henrique Alves vai participar da entrega de uma sonda da Petrobras. O equipamento foi cedido pela estatal ao Senai, com o apoio do deputado, para servir na formação de profissionais nas áreas de petróleo e gás.

Às 15h, Henrique Eduardo Alves participa de audiência pública, na Câmara Municipal de Mossoró, para discutir a retração da atividade petrolífera na região. Com o declínio da produção, vários contratos já foram cancelados e empresas terceirizadas desativadas, gerando demissão em massa.

Ainda nesta sexta-feira, 12, às 19h, na Estação das Artes Eliseu Ventania, o presidente lançará seu livro “O que eu não quero esquecer”. A obra resume os mais de 40 anos de atividade parlamentar de Henrique Eduardo Alves com coletânea de discursos e sobre o trabalho realizado ao longo de 11 mandatos consecutivos como representante do povo potiguar e líder partidário.

Seca

Henrique Eduardo Alves também vai realizar na primeira quinzena de maio comissão-geral no Plenário da Câmara dos Deputados sobre a Seca no Nordeste. “Não é para apenas discutir, mas queremos votar projetos que deem solução estruturante ao problema”, observou o presidente da Câmara. “O tema se repete há séculos, mas fica sempre na questão emergencial”, concluiu.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *