Prefeitura de Porto do Mangue confirma o cancelamento da tradicional festa de emancipação política do município e do réveillon

Cidade de Porto do Mangue não terá comemorações no seu aniversário

A decisão do Governo do Estado em prorrogar até abril de 2013 a situação de emergência nos municípios potiguares atingidos pela falta de chuvas, afetou de forma direta o calendário de eventos da cidade, que por conta desse quadro de seca que assola na região, impediu a realização da tradicional festa da emancipação política e Ano Novo em nível local.

Segundo uma nota emitida pelo gabinete do prefeito Francisco Gomes Batista (PMDB), em obediência às determinações do Governo do Estado, a programação festiva que estava sendo preparada para este fim de ano foi cancelada integramente.

A prorrogação do decreto da emergência nos municípios potiguares atingidos pela estiagem, deixou o prefeito “Titico” de mãos atadas. Em função desse decreto, o Ministério Público já havia determinado a suspensão, por parte dos municípios que se encontram em situação calamitosa, da realização de qualquer tipo de comemoração utilizando recursos públicos.DSC07328 titico                  Prefeito “Titico” reconhece que situação é preocupante no tocante à falta de chuvas

Em função disso, o governo municipal decidiu que não será possível a realização da tradicional festa de emancipação política de Porto do Mangue, bem como a Festa da Paz, que tradicionalmente eram comemoradas em 28 de dezembro e 1º de janeiro de cada ano, com a presença de várias atrações e que reuniam milhares de pessoas, com consequente aumento da atividade econômica da cidade.

“Contudo, este ano o poder público municipal encontra-se impossibilitado de custear os eventos em virtude das recomendações do Ministério do Público, bem como visando destinar os recursos que seriam empregados nas festividades em atividades de combate aos efeitos da seca”, conclui a nota oficial divulgada pela prefeitura, confirmando o cancelamento das atividades festivas que vinham sendo preparadas para o período.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *