Prefeitura de Areia Branca recomenda que pessoas com sintomas respiratórios procurem as unidades de saúde

Pessoas com sintomas mais graves devem procurar o Hospital Sara Kubitschek (Foto: Luciano Oliveira)

A Prefeitura de Areia Branca, por meio da Secretaria de Saúde, recomenda que pessoas com sintomas respiratórios devem procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência na cidade e na zona rural, que têm médicos atendendo de segunda a sexta-feira.

Já os casos graves, a Secretaria de Saúde orienta que devem procurar o Hospital Sara Kubitschek.

A preocupação da Prefeitura de Areia Branca é divido o Brasil enfrentar, atualmente, uma nova onda de Covid-19 agravada pela variante Ômicron, somado a uma epidemia de gripe, causada pelo vírus Influenza A H3N2.

As duas doenças têm formas de transmissão e sintomas parecidos, mas há diferenças importantes entre elas. O tempo de manifestação dos sintomas é a principal característica para ajudar a diferenciar.

Casos de Influenza costumam ser intensos nas primeiras 48 horas após a infecção. Já a Covid-19, tem sintomas mais fortes a partir do quinto ou sexto dia de infecção.

A tosse também é um sinal que pode ajudar na identificação dos vírus. Quando há gripe, a tosse é geralmente seca e para infecções por coronavírus, a tosse costuma ser intensa e persistente.

A dificuldade respiratória, um dos sinais de alerta mais preocupantes, é uma característica da Covid-19 e indica que a procura por atendimento médico deve ser feita com urgência. Em casos de gripe, a dificuldade para respirar é mais incomum.

A perda de paladar e olfato também é um sintoma mais presente em pacientes de coronavírus. Pessoas com Influenza não costumam ter dificuldade intensa para sentir gostos e cheiros.

No entanto, é importante ressaltar que a confirmação de uma ou outra doença só pode ser feita por meio da testagem. Por isso, busque atendimento médico para que o quadro possa ser avaliado.

Prevenção

Por terem as mesmas formas de transmissão, ambas doenças dividem também as medidas de prevenção. O uso de máscara, lavagem das mãos e álcool gel continuam sendo as principais armas contra a contaminação.

Ainda não há vacina contra o vírus H3N2, mas a vacina atual contra a Influenza possui grau de proteção e pode ajudar que a infecção não seja agravada. Para a Covid-19, a aplicação do esquema vacinal completo garante proteção contra casos graves da doença e é importante para que a disseminação não seja ampliada.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *