Prefeitura de Areia Branca paga salários dos servidores referentes ao mês de outubro e começa a planejar o 13º salário

LUANA BRUNO E CASIMIROCasimiro Neto ao lado da prefeita Luana Bruno, que tem se reunido constantemente com a equipe econômica

A Prefeitura de Areia Branca iniciou ontem, 30, o pagamento da folha do funcionalismo referente ao mês de outubro. Nesse primeiro dia o desembolso contemplou os servidores de todas as secretarias, exceto os cargos comissionados.

Nesta quarta-feira, 31, recebe o pessoal do quadro efetivo da Secretaria Municipal de Saúde, e amanhã, 1º de novembro, os servidores lotados na Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com o secretário de Administração e Recursos Humanos, Casimiro Neto, este mês os detentores de cargos comissionados foram tirados da folha de pagamento dos efetivos, em virtude da escassez de recursos. “O pagamento dos ocupantes de cargos de confiança foi “esticado” para o dia 6 de novembro”, confirma.

Segundo Casimiro Neto, a medida foi adotada em virtude do atraso no repasse do Imposto Sobre Circulação de Mercadores e Serviços (ICMS) ao município, pelo Governo do Estado. “Entendemos que isso também e reflexo da crise financeira que afeta todo o país”, diz.

Com relação ao 13º salário, o secretário informa que a prefeita Luana Bruno (PMDB) está buscando os meios necessários para viabilizar o pagamento do abono natalino dos servidores, integralmente.

O secretário disse ainda, que não tem previsão de melhoria nos recursos que são utilizados na quitação da folha de pagamento. Ele reconhece que a crise existe e é preocupante, mas a administração municipal está buscando alternativas e os meios necessários para assegurar o melhor para o servidor.

Para Casimiro Neto, um retrato fiel da atual situação vivida pelos municípios foi a decisão tomada pelos prefeitos em assembleia convocada pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), de fechar as portas das prefeituras nos próximos dias 5 e 6 de novembro, em protesto coletivo e simbólico contra a crise financeira. “É do conhecimento de todos que em alguns municípios os prefeitos estão demitindo servidores porque não estão podendo honrar os compromissos com a categoria. Um exemplo, é a Prefeitura de Touros, que acaba de anunciar a dispensa de quase 500 ocupantes de cargos comissionados em razão de queda na arrecadação ”, conclui.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *