Prefeito de Tibau mantém os salários em dia e já negociou com os servidores o pagamento dos meses em atraso da gestão anterior

NALDINHO, DE TIBAU okApesar de ter herdado muitas dívidas, “Naldinho” está conseguindo realizar uma boa administração

Dívidas herdadas de gestões passadas sempre foram um “calo” para os atuais prefeitos. E quando envolve atraso de salários dos servidores, a questão é ainda mais delicada. Esse dilema foi vivido pelo prefeito de Tibau, Josinaldo Marcos de Souza, “Naldinho” (PSD), logo no início da sua gestão, tendo enfrentado dificuldades para colocar em prática algumas ações em razão da situação de inadimplência em que se encontrava o município.

Com poucos recursos para administrar, mas com os pés no chão, “Naldinho” priorizou, no primeiro momento, a questão salarial dos servidores. Além de estabelecer um calendário de pagamento, assegurando o desembolso em dia e dentro do mês trabalhado (o mês de junho já foi pago dia 28 a todos os servidores), o prefeito se reuniu com seus auxiliares diretos e definiram uma proposta para colocar em dia os salários atrasados dos servidores.

No último dia 25, o prefeito recebeu em seu gabinete, na prefeitura, a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Tibau (Sinserput) que comunicou ao gestor e a sua equipe de auxiliares que a categoria havia aprovado a proposta da forma de pagamento apresentada pelo chefe do Executivo municipal, no sentido de resgatar os salários em atraso deixados pela administração anterior.

Uma vez fechado o acordo em caráter extraordinário, ficou decidido que o pagamento da dívida será feito em 21 meses, a partir deste mês de julho, ficando estabelecida a data do dia 12 de cada mês subsequente para o desembolso da folha extra. O compromisso assumido pelo prefeito “Naldinho” representa um montante financeiro da ordem de R$ 359 mil.

O acordo é referente ao pagamento dos salários em atraso dos meses de novembro e dezembro de 2012. Esse desembolso será feito de forma gradual, sendo o mês de novembro pago por secretarias e quando todo pessoal efetivo tiver recebido, começa então o pagamento referente ao mês de dezembro, obedecendo ao mesmo critério. 

De acordo com o cronograma estabelecido, o empenho de folha de pagamento do mês de novembro de 2012, ficou assim: dia 12 de julho, recebem todos os funcionários lotados na Secretaria de Obras; 12 de agosto, Administração e Ação Social; 12 de setembro, Saúde (50%); 12 de outubro, Saúde (50%); 12 de novembro, Educação (30%); 12 de dezembro, Educação (30%); 12 de janeiro de 2014, Educação (40%); 12 de fevereiro de 2014, Educação (35% dos 60); 12 de março de 2014, Educação (35% dos 60); 12 de abril de 2014, Educação (30%); 12 de maio de 2014, Obras todos os servidores); 12 de junho de 2014, Administração e Ação Social (todos); 12 de julho de 2014, Educação (30% dos 40); 12 de agosto de 2014, Educação (30% dos 40); 12 de setembro de 2014, Educação (40% dos 40); 12 de outubro de 2014, Educação (25% dos 60); 12 de novembro de 2014, Educação (25% dos 60); 12 de dezembro de 2014, Educação (25% dos 60); 12 de janeiro de 2015, Educação (25% dos 60); 12 de fevereiro de 2015, Saúde (50%); e 12 de março de 2015, Saúde (50%). 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *