Prefeito de Guamaré acata recomendação do MP e não realizará Carnaval este ano

O bom Carnaval da cidade também sucumbiu aos efeitos da seca (Foto: Reprodução)
A exemplo de Areia Branca, Grossos, Macau, Mossoró e Tibau,
entre outras cidades, em Guamaré este ano não haverá qualquer manifestação
festiva relacionada ao Carnaval bancada com recursos públicos.
A decisão foi tomada pelo prefeito Hélio Miranda (PMDB),
acatando recomendação do Ministério Público (MP) expedida pela 1ª. Promotoria de
Justiça da Comarca de Macau, no sentido de que a Prefeitura de Guamaré não
realizasse qualquer tipo de despesa que possua relação com o Carnaval 2016.
Assim como as cidades onde não haverá a festa de momo este ano,
Guamaré foi incluída no decreto da emergência do Governo do Estado, em razão do
prolongado período de estiagem na região. Em vigor desde 2012, o decreto foi
renovado em 23 de setembro de 2015, com vigência até março de 2016.
Diante da expectativa dos foliões quanto ao Carnaval de
Guamaré, considerado um dos melhores da região ao lado do de Macau, que também
foi cancelado, o prefeito Hélio Miranda divulgou uma nota de esclarecimento na
qual explica os motivos de o levaram a não realizar a festa.
“O Ministério Público recomendou a Prefeitura de Guamaré para
que a mesma se abstenha de efetuar qualquer despesa com o Carnaval 2016,
enquanto durar o decreto. Por fim, é de forma responsável e sensata que esta
Administração decide pela não disponibilização de recursos públicos para o
evento Carnaval 2016. O governo irá priorizar como já vem sendo feito, os
recursos em obras, serviços permanentes, urgentes e prioritários para a
população”, diz a nota.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *