Pré-candidato a deputado federal pelo Vale do Açu ganha projeção no Estado e conquista apoio em todos os segmentos

CHIQUINHO CÂMAA partir do Vale do Açu, o Rio Grande do Norte terá vez e voz na Câmara Federal. Ganha proporções em todas as regiões do Estado o nome do advogado e empresário Romildo Queiroz (PHS) como pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2014. As crescentes manifestações espontâneas em prol dessa postulação demonstram a importância desse projeto político para o Estado.

Bastante conhecido pelas suas lutas e conquistas nos diversos setores onde tem atuado, Romildo Queiroz se coloca como opção para representar o Vale do Açu e as demais regiões do RN na Câmara Federal. Ele decidiu tomar essa decisão depois de percorrer inúmeros municípios potiguares e se espelhar no próprio exemplo da sua região, onde ainda existe muita carência e a população se ressente da falta de um representante preocupado com os problemas locais.

Romildo Queiroz desponta como nome forte para a Câmara Federal

Para viabilizar seu projeto, Romildo Queiroz optou em ingressar no Partido Humanista da Solidariedade (PHS), do qual é presidente no município de Assú, onde reside. É a partir dessa cidade que o pré-candidato pretende colocar em prática um projeto político novo para a região e o Estado, tendo à frente um representante genuinamente conhecedor da realidade local, além de comprometido com o verdadeiro desenvolvimento regional.

No sábado, 7, o empresário Romildo Queiroz esteve reunido em Mossoró com lideranças políticas oestanas das localidades de Baraúna, Areia Branca, Tibau, Grossos, Ponta do Mel e Serra do Mel. Essas reuniões têm sido periódicas e visam abranger todas as regiões do Estado, priorizando as lideranças de pequenos partidos aliados ao PHS, com foco nos suplentes de vereador descartados pela classe política dos seus respectivos municípios e pelas lideranças estaduais. foto-3No encontro em Mossoró, na noite de sábado: presidente do PHS/Areia Branca, Hélio Borges; presidente do PHS/RN, Leandro Prudêncio; presidente do PHS/Mossoró, Davi Rodrigues (o quarto); empresário Romildo Queiroz; e o vice-presidente do PHS/Areia Branca, Chiquinho Câmara

O pré-candidato a deputado federal explica o respeito aos suplentes de vereador, justificando que sente na pele o desprezo que passa um suplente após um pleito eleitoral. “Por muitas vezes, por força da vigência da lei eleitoral, mesmo tendo obtido uma votação superior a maioria, o suplente é discriminado e descartado do sistema que ajudou a eleger”, afirma.

Esse trabalho de valorização dos suplentes e a aproximação com o povo tem sido uma constante na trajetória de Romildo. Com isso, a receptividade ao seu nome é considerada acima do previsto. Por onde tem passado, o pré-candidato conquista a simpatia dos seus interlocutores e cresce a cada dia o número de pessoas dos diversos segmentos, dispostas a apoiá-lo nessa caminhada rumo à Câmara dos Deputados em 2014.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *