Potigás comemora início das operações da 3R Petroleum no RN

A empresa adquiriu da Petrobras 7 campos maduros do Polo Macau (Foto: 3R Petroleum) 

A 3R Petroleum, empresa brasileira operadora de campos de petróleo, com foco na revitalização dos campos maduros, teve na sexta-feira, 29, os Termos Aditivos aos Contratos das Concessões do Polo Macau assinados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com isso, a empresa começa a operar no Rio Grande do Norte gerando uma expectativa de competitividade no setor de petróleo e gás.

Investida e controlada pela Starboard Asset LTDA, a 3R Petroleum adquiriu da Petrobras 7 campos maduros do Polo Macau, na Bacia Potiguar, em agosto do ano passado, iniciou a transição operacional e assume a partir de agora a efetivação dos trabalhos na região que abrange os campos de Aratum, Macau, Serra, Salina Cristal, Lagoa Aroeira, Porto Carão e Sanhaçu.

“Gostaríamos de manifestar nossa imensa alegria e responsabilidade de chegarmos neste dia do início de nossas operações. E queríamos compartilhar esse momento com todos do Estado do Rio Grande do Norte. Pouco a pouco, todos conhecerão a 3R Petroleum e perceberão que viemos para somar e dinamizar o setor de óleo e gás no Brasil”, afirmou Ricardo Savini, presidente da empresa.

Para a presidente da Companhia Potiguar de Gás (Potigás), Larissa Dantas, a chegada da 3R Petroleum é motivo de comemoração e muita expectativa por uma mudança no preço do gás e para o consequente desenvolvimento econômico do Estado.

“O início das operações da 3R Petroleum cria grande expectativa em relação à baixa do preço da molécula do gás, que ficará indiscutivelmente mais atrativo e competitivo, contribuindo para a industrialização do Rio Grande do Norte. Essa sempre foi uma meta da atual gestão da Potigás: dar o máximo de incentivo para fortalecer as indústrias e a criação de novos postos de trabalho”, ressaltou Larissa.

O sócio da Starboard, acionista controladora da 3R, Paulo Thiago Mendonça, falou sobre os planos da Companhia para o Rio Grande do Norte. “A venda de ativos onshore e águas rasas é uma estratégia muito sadia para a Petrobras e cria oportunidades para novos entrantes no setor, que irão priorizar seus recursos gerando valor para a região e para o país. Temos como importante missão ser a maior produtora de gás do Rio Grande do Norte e aumentar essa oferta de gás”, disse.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!