Porto-Ilha para por falta de gerador, apesar de receber investimentos milionários

TERMINAL EM OBRASCom as obras, ilha de estocagem de sal dobrou a sua capacidade

Depois de receber mais de R$ 200 milhões em obras de repotencialização e ampliação das suas estruturas, o Porto-Ilha de Areia Branca ficou uma semana sem operar, por falta de um gerador para funcionamento de quatro DBs, equipamentos usados na transferência do sal a granel das barcaças para os navios.

O “problema” paralisou as empresas responsáveis pelo transporte do sal das salinas de Areia Branca e de Macau para o Terminal Salineiro. Isso significa mais prejuízos para o empresariado do setor, que já vive apreensivo, pois essa não foi a primeira vez que fato dessa natureza foi registrado.

Comparado ao volume de investimentos recebidos pelo terminal, a aquisição de um gerador para movimentar os DBs basicamente não representa nada. É a velha máxima de quem engole um elefante e se engasga com uma formiga.

Cabe uma pergunta: será que esse milionário investimento feito pelo Governo Federal para repotencializar e ampliar as estruturas do Porto-Ilha vai acabar com a morosidade nas operações de descarga das barcaças e carregamento de navios? A resposta virá com o tempo.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *