População de Grossos dá adeus ao professor Oséias Alves, que cometeu suicídio após anunciar a tragédia no Facebook

OLYMPUS DIGITAL CAMERASepultamento de Oséias Alves aconteceu na tarde de hoje, em Grossos (Foto/Reprodução: Diário de Grossos)

Em menos de uma semana a população de Grossos foi tomada pela comoção duas vezes, em razão da morte de pessoas bastante conhecidas na cidade. Na segunda-feira, 16, morreu a ex-vereadora Glarissa Louise de Mendonça Ferreira e Silva, filha do ex-prefeito do município, Antônio Railton Ferreira da Silva. E ontem, 20, foi a vez do professor Oséias de Souza Alves pôr fim à própria vida, cometendo suicídio.

O sepultamento de Oséias Alves aconteceu na tarde deste sábado, 21, no cemitério público de Grossos. Familiares, amigos e ex-companheiros de trabalho também estiveram presentes.

A tragédia

De acordo com matéria do jornal O Mossoroense, em uma postagem publicada ontem, por volta das 13h30, na página do Facebook, o professor de inglês Oséias Alves, que era transexual, anunciou que iria pôr fim à própria vida. “Decidi partir hoje… adeus meus amores!”, escreveu ele no seu perfil pessoal. Poucos minutos depois, ele concretizou o anúncio, cometendo suicídio, com um tiro no ouvido, dentro de um quarto de motel, às margens da BR-304, no conjunto Abolição III, em Mossoró.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 14h, meia hora após a postagem do professor, a direção do motel acionou uma guarnição informando que um tiro teria sido ouvido vindo de dentro de um dos apartamentos. Quando os policiais chegaram encontraram o professor morto próximo a um revólver calibre 38. A arma usada no crime foi a mesma da última postagem no Facebook. 

Um amigo de Oséias Alves contou que ele estava muito angustiado ultimamente e que já havia revelado o desejo de morrer. “O meu amigo estava deprimido com um monte de problemas e situações que vinha enfrentando, principalmente no seu local de trabalho, que não o aceitava como ele era. Ele chegou a me confessar que não vinha vivendo e sim suportando a vida”, destacou um jovem que não quis ser identificado.

Oséias Alves residia há algum tempo em Mossoró. Atualmente, ele era professor de inglês no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Ele já atuou como professor em Grossos e no Núcleo de Estudo e Ensino de Línguas (NEEL) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

A despedida

5 suicídioConfira a postagem publicada ontem, por volta das 13h30, na página do Facebook, pelo professor Oséias Alves (na foto com a arma usada para tirar a própria vida), anunciando que iria pôr fim à própria vida.

Hello! Good-bye!

Hoje estou partindo sem volta… Eu simplesmente cansei de tudo… cansei de tentar…

Me encontrava exausta e já não conseguia mais fingir. Cansei de fingir sorrisos e que tudo tava bem… não estava bem.

Eu fui tomada e invadida por mágoas, decepções, desilusões, angústias, tristeza e o pior eu amei demais, quis demais e acabei sofrendo demais.

Ninguém ouse me julgar porque quase ninguém me estendeu a mão ou até mesmo o ombro amigo…contei nos dedos os que estavam ali mas infelizmente eu fiz a minha escolha… Escolhi não mais sentir falta, saudades…resolvi esquecer, apagar tudo e acabar com todo o meu sofrimento.

Nåo ouse me julgar porque cansei dos julgamentos e das pedras que sobre mim foram atiradas. Todos que morrem se tornam bons assim diz o ditado.

Não façam isto comigo… logo eu que tinha tantos defeitos. Eu sei que tentei até então… Fiz o meu melhor e também dei o meu melhor mas nem tudo sai como a gente quer, planejou ou gostaria… muitas vezes é preciso aceitar ou até mesmo engolir seco.

Alguns conseguem continuar e outros não. Hoje e u desisti de mim. A viagem pra mim acabou pois não acredito em outra vida, seja paraíso ou inferno. O INFERNO é aqui. Este mundo, o cruel inferno, dominado e regido pelo egoísmo, egocentrismo, guerra, falta de amor, injustiça, violência, etc E de tudo isto que cansei… Cansei de me importar, cuidar, me doar…cansei de AMAR sem ser amada. Cansei desse mundo e dessa vida.

Desculpas por ter sido uma pessoa ruim, terrível amiga, péssima filha, horrível professora e o pior ser humano…não pedi pra nascer nem muito menos ser considerada um monstro como se eu tivesse algo contagioso…

Nada mais importa…acabou! Não levo nada comigo mas deixo meu abraço mais quente, meu beijo mais saboroso, minha amizade mais verdadeira, meu carinho mais sincero e o meu verdadeiro amor por você, W.C., que foi a pessoa que mais amei.

Desde que te conheci…eu te amei até o momento em que perdi a respiração e parti.

Adeus pra todos. Sejam mais fortes do que eu fui e me perdoem!!!

Oséias de Souza Alves

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *