Polícia Federal conclui investigações sobre onda de boatos envolvendo o Bolsa Família sem apontar culpados

boato-do-bolsa-família-no-município

Em Aeia Branca, boatos sobre o programa provocaram corrida de beneficiáios à agência da Caixa (Foto/Reprodução: Voz de Areia Branca)

Em nota emitida nesta sexta-feira, 12, a Polícia Federal (PF) informou que não verificou a ocorrência de crimes ou contravenções na onda de falsos boatos sobre o Bolsa Família, que levaram a uma corrida de milhares de beneficiários às agências da Caixa e lotéricas em maio. Ao fim de dois meses de investigação, a PF concluiu que o boato “foi espontâneo”, não havendo como responsabilizar uma pessoa ou um grupo pelo incidente.

A PF diz que apurou se houve “uma possível articulação coordenada para que os boatos surgissem e ganhassem corpo”, mas listou entre os motivos que levaram as pessoas aos saques: “a ciência da antecipação do pagamento por motivos diversos, a informação de um possível adicional em virtude do dia das mães e a notícia de um suposto cancelamento do programa, respectivamente”.

Os rumores sobre o fim do Bolsa Família e também sobre um inexistente bônus pelo Dia das Mães geraram filas e tumultos em pontos de saque em ao menos 12 estado entre os dias 18 e 19 de maio. Somente no sábado e no domingo, foram sacados RS 152 milhões em benefícios, num total de 900 mil saques, segundo a Caixa, que libera os pagamentos. O número foi cinco vezes maior que o usual, conforme informou na ocasião o Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pelo programa.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *