Polícia continua na busca tentando prender acusado de matar desafeto em via pública

SANYO DIGITAL CAMERA           Multidão chegou ao local instantes depois do crime em via pública

Policiais civis e militares continuam empreendendo buscas em diversos pontos da cidade, na tentativa de aprender Sandro Barbosa de Melo, 20 anos, principal suspeito de ter assassinado na manhã de hoje, 20, com um tiro de espingarda calibre 12, o seu vizinho Arthur Djales Teixeira dos santos, 20 anos.

O real motivo do crime ainda não foi revelado pela polícia. Há rumores que vítima e acusado vinham se desentendendo por questões familiares. Há rumores, ainda, de crime passional, mas os verdadeiros motivos da ocorrência só virão à tona com a prisão do principal suspeito do crime que alterou a rotina da cidade.

Capitão Andrelino repassando as primeiras informações à imprensa sobre o crime

O Blog colheu que atingido com um tiro na cabeça, Arthur foi levado às pressas para o Hospital-Maternidade Sara Kubitscehk, mas já chegou sem vida. Acionada, a polícia chegou ao local do ocorrido minutos depois, a tempo de dispensar um princípio de tumulto nas imediações da casa do acusado, Sandro Melo.

O clima ficou tenso quando familiares da vítima instigaram os populares a invadir a residência de familiares do acusado. Para conter os ânimos o capitão Jailson Andrelino, comandante da 4ª Companhia de Polícia Militar (4ª CPM) de Areia Branca, solicitou reforço policial. A chegada de várias viaturas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) acabou com o tumulto no local.

Vítima e supeito de assassinato eram vizinhos

Vítima e acusado de ter praticado o crime eram vizinhos, residentes na rua Machado de Assis, bairro São João, popular “Torre da Rádio”, nas proximidades da Pizzaria e Lanchonete Natal. Logo que a notícia se espalhou na cidade muita gente foi ao local.

As investigações acerca do ocorrido serão conduzidas pelo bacharel Roberto Moura, delegado da Polícia Civil no município.

A Polícia isolou a área para evitar tumulto

Equipes do Bope vieram para reforçar a segurança na área

Até o início da tarde muitos curiosos ainda permaneciam nas proximidades das residências dos envolvidos no crime 

* Cobertura fotográfica: Erivan Silva / www.erivansilva.com

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *