Pesquisa CNI/Ibope divulgada hoje aponta que maneira de governar da presidente Dilma tem aprovação de 78%, maior índice desde 2011

Brasília - DF, 08/02/2011. Presidenta Dilma Rousseff durante gravação no Palácio da Alvorada. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR.Popularidade de Dilma continua em alta, segundo pesquisa

A aprovação sobre a maneira de governar de Dilma Rousseff atingiu 78%, o maior índice desde o início da gestão em 2011, de acordo com pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira, 14.

Nas últimas três pesquisas realizadas em março, junho e setembro deste ano, a aprovação sobre a maneira de governar da presidente Dilma permaneceu em 77%. A variação, contudo, oscilou dentro da margem de erro, que é de dois pontos percentuais.

A avaliação positiva do governo permaneceu estável. Assim como em setembro deste ano, o percentual dos entrevistados que consideram o governo Dilma “ótimo” ou “bom” é de 62%. O índice de brasileiros que avaliam o governo “ruim” ou péssimo” é de 7%.

O número de entrevistados que consideram o governo Dilma igual ao governo de seu antecessor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu de 57% para 59%.

A popularidade do governo Dilma, contudo, ainda é menor que a do segundo mandato de Lula se comparados os números do mesmo período. Em dezembro de 2008, 73% dos entrevistados consideravam o governo Lula “ótimo” ou “bom” e 84% aprovaram a maneira de Lula governar.

PONTOS FRACOS

A saúde, a segurança e a alta carga tributária ainda são apontadas como os principais pontos fracos do atual governo.

No caso da saúde, 74% dos entrevistados desaprovam as medidas adotadas por Dilma, batendo, segundo a pesquisa, recorde de desaprovação.

PESQUISA

A avaliação do governo Dilma e da atuação da presidente é feita de três em três meses pelo Ibope, a pedido da CNI.

A pesquisa foi realizada entre 6 e 9 deste mês com 2.002 pessoas em 142 municípios.

Fonte: Folha Online

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *