Paulo Wagner indica nome de Dona Militana para aeroporto de São Gonçalo do Amarante

PW hoje_thumb[1] (1)Paulo Wagner diz que homenagem faz justiça a um grande nome da cultura potiguar

A fim de valorizar o nome das mulheres e homenagear uma das figuras mais importantes do RN, o deputado federal Paulo Wagner (PV) apresentou Projeto de Lei (2815/2011) que indica o nome da romanceira Dona Militana para batizar o novo aeroporto do Rio Grande do Norte, que está sendo construído no município de São Gonçalo do Amarante.

Dona Militana lançou CD triplo com seus versos cantados e recebeu por isso o apreço e elogios de críticos e jornalistas por todo o país. No ano de 2005, recebeu em Brasília, das mãos do então presidente Lula, Comenda Máxima da Cultura Popular. Em 19 de junho de 2010, a romanceira morreu aos 85 anos por problemas de saúde.

“Nada mais justo que prestemos essa homenagem póstuma a uma das personalidades mais importantes para a cultura potiguar e, consequentemente, do Brasil. Dona Militana faz parte da construção e da identidade cultural de todo um povo e merece ter seu nome gravado no novo aeroporto”, declarou Paulo Wagner.

O Rio Grande do Norte tem grandes representações femininas em sua História. Entre elas estão Nísia Floresta – primeira mulher na história da América Latina a publicar um livro tratando do “Direito das Mulheres e Injustiça dos Homens”, em 1832; Celina Guimarães Viana – professora norte-rio-grandense e primeira mulher a ter o direito ao voto no Brasil; e ainda, a primeira prefeita mulher eleita no Brasil, Alzira Soriano de Souza, que geriu o município de Lajes, em 1928. “Também preenchendo a História do estado e dando visibilidade a nossa cultura, tivemos a romanceira, nascida em São Gonçalo do Amarante-RN, Militana Salustino do Nascimento, popularmente conhecida como Dona Militana, que poderá ter seu nome estampado no novo aeroporto do RN”, reforça o parlamentar.

Ao longo do tempo, apesar das inúmeras barreiras, as mulheres vêm conquistando pouco a pouco o seu espaço. O Dia Internacional das Mulheres, comemorado no próximo dia 8, originou-se em 1857 por um grupo de mulheres operárias de uma fábrica de tecidos em Nova Iorque, que reivindicavam melhores condições de trabalhos e igualdade salarial. A partir de então, a data se tornou um momento de discussões em relação ao papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia acabar, com o preconceito e a desvalorização da mulher.

Também no Congresso, tramita projeto de lei do líder do PMDB, Henrique Alves, que indica o nome do seu pai, Aluízio Alves, para batizar o terminal aéreo do RN. O deputado Paulo Wagner acredita que seja também uma justa homenagem, mas salienta que há outros prédios públicos que já levam o nome desse grande político do RN, como por exemplo, o Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves – CEMURE; e ainda a próxima UPA que será inaugurada pela Prefeitura do Natal, na Cidade da Esperança. “Já Dona Militana, ainda não teve essa sorte. É filha de São Gonçalo, e mesmo com tamanha contribuição relacionada à nossa cultura, considerada a maior romanceira do Brasil, não teve reconhecimento à altura”, afirma Paulo Wagner.dona militana okokokDona Militana tem seu nome cotado para aeroporto internacional (Foto: Canindé Soares)

O deputado Paulo Wagner apresentou a proposta depois de ouvir uma série de apelos por parte da população do RN, como também dos representantes da cultura local. “Foi inevitável acatar o pedido das pessoas, principalmente dos moradores de São Gonçalo. Claro que os setores que envolvem a cultura também influenciaram nessa decisão, porém o clamor da população foi fundamental. O reconhecimento da importância dessa mulher para o estado e de o quanto Dona Militana contribuiu para o enriquecimento da cultura potiguar é de conhecimento de muitas pessoas. Seria uma excelente oportunidade para enaltecermos a figura feminina, que até agora não teve nenhum nome de mulher gravado em aeroportos do país”, enfatizou o parlamentar.

A presidente Dilma Roussef, defensora dos direitos e da inclusão das mulheres na sociedade, declarou, segundo a deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN), ser favorável que o aeroporto leve nome de mulher, e por que não “Dona Militana”? No entanto, os projetos ainda tramitam na Câmara e estão sujeitos a aprovação da Comissão de Viação e Transportes (CVT).

O Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante está previsto para ser inaugurado em agosto de 2014 e irá ocupar uma área total de 15 milhões de metros quadrados e, a princípio deverá atender cerca de 3 milhões de pessoas, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *