Palmeiras empata com Atlético-MG e vai à final da Libertadores

Dudu fez gol da classificação do Palmeiras (Foto: Staff Images/Conmebol)

O Palmeiras vai à final da Copa Libertadores pelo segundo ano consecutivo. O empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, nesta terça-feira, num Mineirão com barulhenta torcida do Galo, não foi fácil, mas serviu para manter vivo o sonho do tricampeonato continental – após as conquistas de 1999 e 2020, esta última vencendo o Santos, em janeiro passado.

O Atlético, jogando em casa e com apoio, abriu o placar com Vargas, já no segundo tempo, mas fica pelo caminho mesmo invicto – uma eliminação dolorida, sem uma derrota sequer na campanha. Isso porque um iluminado Gabriel Veron entrou e, em sua primeira jogada, deu o gol de empate de presente para Dudu, decisivo, levar o Verdão à decisão pelo critério do gol fora de casa (o jogo de ida terminou 0 a 0, em São Paulo).

Agora é esperar Flamengo ou Barcelona-EQU que jogam nesta quarta-feira, 29, na decisão de 27 de novembro, em Montevidéu.

Tinha que ser Dudu

O ex-camisa 7 (agora camisa 43) saiu no meio da campanha da Libertadores passada rumo ao Al Duhail, do Catar, e não teve o gostinho de levantar a taça no Maracanã em final contra o Santos. Agora, de volta, apareceu quando o time mais precisou: pressionado, conseguiu o gol de empate na reta final da partida – apenas o segundo dele desde o retorno, em julho. Dudu, enfim, terá a chance de jogar uma final continental.

Recordes e mais recordes

O Palmeiras amplia para 14 jogos sua série invicta como visitante na Libertadores, maior marca da história do torneio. Pela sexta vez em uma final da competição, o Palmeiras já garante ao menos cerca de R$ 31 milhões, prêmio pago ao vice-campeão. Quem ficar com a taça garante R$ 80 milhões. (Com informações GE).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *