Novo defeito na bomba do poço força Caern a adotar rodízio para distribuição da água

CAIXA D´ÁGUA DA CAERN Areia Branca só possui um poço tubular, funcionando há décadas 

Colapso no abastecimento de água em Areia Branca. De novo, um defeito na bomba principal do único poço tubular existente na zona urbana deixou milhares de consumidores sem o líquido nas torneiras. O problema originou no início da semana, a bomba defeituosa chegou a ser trocada, voltou a apresentar defeito, foi novamente substituída por uma de menor vazão, que segundo o escritório local da Companhia de Águas e Esgotos (Caern) dará para atender as necessidades de momento.

De acordo com a Caern local, para assegurar o abastecimento regular no período, foi preciso promover o racionamento da água. Assim, como em vezes anteriores em que a bomba do poço quebrou, a empresa adotou o sistema de rodízio, ou seja, dividiu a cidade em zonas e cada dia o abastecimento é direcionado a um setor.

Apesar do esforço da Caern local, que tem à frente profissionais qualificados e com boa vontade de atender bem a clientela, a empresa continua pecando em não dispor de bombas reservas. Sempre que o poço para de funcionar por problema na bomba, o drama se repete. Para se ter ideia, a cidade já passou até 15 dias sem água por conta de problemas dessa natureza.

Além dos constantes defeitos nos equipamentos, deixando a população sem água, os segmentos locais temem um drama maior: que o único poço tubular existente na cidade esgote a sua capacidade operacional, devido a “idade”. O poço foi construído acerca de quatro décadas. Nesse período de 40 anos de funcionamento, a Caern perfurou um segundo poço no lugar do atual. Mas para os areia-branquenses, isso não é suficiente.

Para o consumidor local, o alerta de que “quem tem dois tem um, e quem tem um não tem nada” continua mais presente do que nunca.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *