Novas instalações da Casa Museu Máximo Rebouças foram abertas oficialmente ao público nesta quinta-feira

MUSEUAs visitas à Casa Museu poderão ser individuais ou em caravana

Nesta quinta-feira, 2, foi aberta oficialmente ao público as novas instalações da Casa Museu Máximo Rebouças. Ele gastou recentemente com a reforma do prédio cerca de R$ 120 mil, valor do empréstimo contraído junto a uma instituição financeira local, que será descontado totalmente do seu salário de professor da rede estadual de ensino até 2028.

Inaugurado em 31 de outubro de 2003, o espaço completou 10 anos e lá está exposta parte da vida da cidade e dos seus habitantes, desde os tempos mais remotos.

Segundo o professor Máximo Rebouças, idealizador, fundador e mantenedor da Casa Museu, hoje o espaço possui mais de 20 mil itens com os mais diversos tipos de objetos adquiridos com recursos próprios.

Visitar a Casa Museu é viajar pela história de Areia Branca, pois lá estão fotos e informações a respeito dos primeiros moradores do município, além de peças como garrafas encontradas em um navio naufragado na costa areia-branquense em 1945, em plena segunda guerra mundial. “Dizem os mais antigos, que esse navio vinha carregado de bebidas e trilhos para a construção de uma estrada de ferro e teria sido abatido pelos alemães”, acrescenta Máximo Rebouças.MÁXIMO REBOUÇAS                                           Professor Máximo Rebouças, fundador e mantenedor da Casa Museu

A Casa Museu é a síntese da história de Areia Branca. Vale a pena conferir as novas instalações. As visitas poderão ser feitas individualmente ou em caravana, desde que haja agendamento prévio. Os horários de visitação são das 8h às 11h30, das 14h às 17h30 e das 19h às 21h.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *