Município de Tibau implementa projeto Praia Terapêutica

Encontro na praia teve atividades físicas e de relaxamento (Foto: Comunicador Social)

Foi iniciado na última quinta-feira, 29, na cidade de Tibau, da jurisdição da II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), o Projeto Praia Terapêutica que visa complementar as demandas dos grupos terapêuticos ofertados aos pacientes de saúde mental do município.

São utilizados os espaços da naturais da cidade, potencializando a terapia grupal, com utilização de práticas esportivas: alongamento e Tai Chi Chuan. Fazem parte do Projeto Praia Terapêutica profissionais de enfermagem, psicologia, fisioterapia e educadores físicos da Atenção Primária de Saúde (APS). O Projeto Praia Terapêutica é coordenado pela psicóloga Graziele Freitas, enfermeiro Lucas Freire e pelo fisioterapeuta Ramon Medeiros.

“O Grupo Ressignificar é composto por pacientes que retornam da internação hospitalar psiquiátrica e fazem tratamento medicamentoso regular. A terapia de grupo foi oferecida como alternativa e incentivo da reinserção social, bem como o fortalecimento de vínculos e a autoestima dos pacientes e familiares. Os encontros acontecem semanalmente e dispõem de uma equipe multiprofissional para dar suporte às atividades, que vão desde a escuta qualificada às terapias ocupacionais e alternativas com o intuito de expandir os atendimentos para além do consultório. Foi sugerido um encontro na praia, ofertando a dinâmica da escuta compartilhada, orientação, atividades físicas e de relaxamento, como de lazer e bem-estar”, disse a psicóloga Graziele Freitas.

“O projeto Praia Terapêutica é a valorização do ambiente natural riquíssimo que disponibilizamos e a oferta de qualidade de vida para os pacientes. A ideia foi apoiada pelos envolvidos e colocada em prática e que rendeu momentos de revigoramento, aprendizado e bem-estar. Os encontros acontecerão mensalmente e visamos que outros grupos poderão ser inseridos nessa dinâmica”, ressaltou a secretária municipal de Saúde de Tibau, Márcia Cristina Alves Justino Barbosa.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *