Mudanças no sistema de bandeiras tarifárias deve baratear contas de luz a partir de fevereiro

Contas de luz terão mudanças a partir do próximo mês (Foto: Reprodução)
O sistema de bandeiras tarifárias, que aplica uma cobrança
extra nas contas de luz quando está mais caro produzir energia no país, terá
mudanças a partir de fevereiro. As alterações foram aprovadas nesta terça-feira,
26, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a principal delas é a
criação de um novo patamar de cobrança.
A decisão deve levar a um barateamento das contas de luz a
partir de 1º de fevereiro. Isso porque o valor da tarifa extra a ser paga pelos
consumidores (bandeira vermelha) deve cair dos atuais R$ 4,50 para R$ 3,00 a
cada 100 killowatts-hora (kWh) de energia consumidos.

O que muda?
A Aneel decidiu nesta terça que, a partir de fevereiro, a
bandeira vermelha passará a ser dividida em dois patamares: um mais barato, com
cobrança extra de R$ 3,00 para cada 100 kWh, e outro mais caro, que mantém o
valor de R$ 4,50 por 100 kWh consumidos.
O sistema hoje tem três patamares, representados pelas
bandeiras verde, amarela e vermelha.
Na verde, não há custo adicional e, portanto, os consumidores
não pagam nada a mais.
A amarela significa que houve algum aumento no custo para gerar
energia e, a vermelha, que esse custo de produção está muito alto.
Na decisão desta terça, a Aneel também decidiu reduzir, em 40%,
o valor da tarifa adicional da bandeira amarela: de R$ 2,50 para R$ 1,50. 
Com informações do G1, em Brasília
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *