Morre Laércio Bezerra, proprietário da banca Tio Patinhas, um endereço que fez parte do meu roteiro de andanças pela capital por mais de cinco anos

106075Banca Tio Patinhas, em funciomento desde 1972, no mesmo local

Às vezes nos comovemos com a morte de pessoas que nem conhecemos. Aconteceu comigo ontem, 28, à noite, ao tomar conhecimento do falecimento de Francisco Laércio Bezerra, mossoroense que residia e comercializada em Natal desde a década de 70.

Não conheci Laércio, mas tive ligação com o seu ponto comercial, a famosa banca Tio Patinhas, em funcionamento na Avenida Rio Branco, Cidade Alta, desde 1972.

No período de 1979 a 1984 a banca Tio Patinhas se tornou parada obrigatória todas às vezes que eu passava por Natal rumo a Aracaju (SE), Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ) onde trabalhava na época. Era lá, na Tio Patinhas, que comprava os suprimentos para a viagem: revistas, gibis e, principalmente, jornais de outros estados.

Numa reportagem sobre a morte do dono da banca Tio Patinhas, estampada hoje,  29,  na Tribuna do Norte, o jornalista e proprietário do Sebo Vermelho, Abimael Silva, e o pesquisador Luiz Antônio Porpino, lembram que Laércio era um pessoa boa, “não existe uma só pessoa que fale mal dele”.

Não conheci Laércio, que faleceu aos 58 anos na madrugada de sábado, de infarto, quando dirigia o próprio carro na BR-101, próximo ao bairro de Cidade Satélite. Mas da banca Tio Patinhas lembro perfeitamente, aquele amontoado de impressos exalando cheiro de tinta fresca adentrando pelas narinas. Um ópio, para os amantes da boa leitura. (O Editor).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *