Lutadores de Areia Branca brilharam em evento de MMA que levou verdadeira multidão ao Ginásio Poliesportivo

225397 OKO areia-branquense Talison Soares se firma como um bom lutador de MMA

O mais esperado evento do ano, o 1º COF da Costa Branca, realizado na noite de ontem, 20, superou todas as expectativas, tanto em termos de organização como de público, o maior já registrado no Ginásio Poliesportivo Professora Rosário Cabral.

Por se tratar da primeira iniciativa do gênero organizado por areia-branquenses, o evento de artes marciais (MMA) se credenciou como um marco para edições futuras. Com um forte argumento: o potencial dos lutadores locais, que foram bastante elogiados pela performance no octógono.

Foram seis lutas de tirar o fôlego, com a supremacia dos lutadores locais. O único contratempo foi protagonizado pelo juiz principal, Dario Duarte, na quarta luta entre o areia-branquense Marquinhos e o mossoroense Fernando. Marquinhos reclamou das constantes interferências do juiz no confronto, o que findou beneficiando o adversário. O juiz discutiu com o lutador chegou a empurrá-lo e depois o chamou para a briga. Resultado: Marquinhos foi desclassificado e Fernando declarado vencedor.

O destaque da noite, como era esperado, foi Talison Soares, da Academia Brasa de Areia Branca. Favorito, Talison não tomou conhecimento do cearense “Pitão”, finalizando a luta com um bem aplicado “mata-leão” a menos de um minuto no primeiro round.

Os demais vencedores da noite, foram: Xandinho, Ricardo, Janderson, Mateus e Balinha, cujo adversário, “Figuinho”, foi desclassificado.

Atuaram como juízes de pista os mossoroenses Vilson Júnior e Enoque Júnior, e o areia-branquense João Batista. Um dos organizadores do evento, “Chico Paiva”, não escondeu a satisfação pelo grande sucesso obtido com o COF Costa Branca, em sua primeira edição.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *